COIMBRA,7 de Dezembro de 2021

Presidente da Câmara da Mealhada insta Governo a “olhar” para a Mata Nacional do Bussaco

24 de Novembro 2021 Rádio Regional do Centro: Presidente da Câmara da Mealhada insta Governo a “olhar” para a Mata Nacional do Bussaco

O presidente da Câmara Municipal da Mealhada, António Jorge Franco, desafiou, ontem (23), o Governo a resolver a situação da Fundação Mata do Bussaco (FMB) e “olhar verdadeiramente” para a Mata Nacional. Em causa está o facto de o Governo não ter ainda nomeado, em definitivo, o presidente do Conselho Diretivo da FMB.

Desde Junho, aquando da alteração dos estatutos da Fundação Mata do Bussaco (FMB), que se aguarda a nomeação do novo presidente do Conselho Directivo da instituição. A presidência da mesma continua a ser assegurada por Guilherme Duarte, antigo vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, que substituiu, de forma interina, António Gravato, aquando da sua saída em Fevereiro de 2021.

“A Administração Central tem que olhar para a Mata e para a Fundação e não pode deixar esta situação de indefinição continuar. Desde Junho que foram alterados os estatutos, mas a instabilidade continua porque não foi nomeado o novo Conselho Directivo e o seu presidente. Não podemos continuar de costas voltadas para um património tão valioso” afirmou o autarca da Mealhada.

De acordo com os novos estatutos, o Conselho Directivo é composto pelo presidente e por quatro vogais não executivos.  “O presidente do conselho directivo é designado pelo membro do Governo responsável pela área das florestas. (…) Os vogais não executivos são, por inerência, o presidente do Instituto do Turismo de Portugal, I. P., o presidente do conselho directivo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P., o director-geral do Património Cultural e o presidente da Câmara Municipal da Mealhada, podendo delegar em dirigente dos respectivos serviços ou organismos”, refere o Decreto-Lei n.º 35/2021.

“Estamos a falar de um património mundial que deve ser preservado por todos. A Câmara Municipal da Mealhada será sempre parceira da Mata Nacional e da Fundação Mata do Bussaco, mas não pode estar sozinha”, afirmou António Jorge Franco, que foi o primeiro presidente da FMB (2009), na sessão de encerramento do seminário “Sement Event”, promovido pela FMB no âmbito das Comemorações do Dia da Floresta.

A Mata Nacional do Bussaco, com uma área florestal de 105 hectares, tornou-se monumento nacional em 2018, um passo considerado vital para a candidatura, em curso, a Património Mundial da Humanidade.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM