COIMBRA,15 de Junho de 2021

Cantanhede preparado para cooperar na campanha de vacinação contra a covid-19

27 de Novembro 2020 Rádio Regional do Centro: Cantanhede preparado para cooperar na campanha de vacinação contra a covid-19

O Município de Cantanhede mostrou-se “inteiramente disponível como profundamente empenhado em colaborar na campanha de vacinação contra a covid-19, logo que as vacinas estejam disponíveis e as autoridades de saúde queiram avançar com o processo”.

Esta disponibilidade foi manifestada pela presidente da edilidade, Helena Teodósio, no decurso da reunião da Comissão Municipal de Protecção realizada esta quinta-feira, 26 de Novembro, tendo como ponto único da agenda de trabalhos a avaliação da situação dos contágios no concelho.

A autarca considera necessário “planear-se desde já toda a operação logística que vai ser preciso desencadear para que toda a gente seja vacinada o mais rapidamente possível, até porque, por agora, essa afigura-se como a solução para esta terrível crise sanitária que tem mantido a vida das pessoas e das organizações em suspenso”.

Helena Teodósio confia “que o Governo tenha acautelado o número de vacinas suficiente para proteger todos os portugueses do risco de infecção, porque da parte da Câmara de Cantanhede, e certamente de todas as outras, será feita a mobilização dos meios e dos recursos necessários para que a operação de vacinação seja célere”.

A líder do Executivo camarário cantanhedense anunciou ainda que vai “transmitir de imediato à Ministra da Saúde, à ARS – Centro, ao ACES – Baixo Mondego e à Delegada de Saúde a disponibilidade e o interesse da autarquia em colaborar activamente na vacinação, como de resto tem feito em todas as acções de combate contra a covid-19, ficando, entretanto, a aguardar pelas orientações que vierem a ser emanadas nesse sentido”.

Sobre a evolução epidemiológica no concelho, a Comissão Municipal de Protecção Civil analisou os números recebidos da Direcção Geral da Saúde, segundo os quais Cantanhede continua na lista dos municípios com risco muito elevado de contágio, situação que se estende a quase todo o território nacional, uma vez que existe cada vez maior dificuldade em identificar e controlar as cadeias de transmissão do vírus.

Segundo o Município, “desde que a pandemia deflagrou em Portugal, Cantanhede tem vindo a realizar testes serológicos a instituições e entidades que congregam um número elevado de pessoas e que por isso estão mais expostas a um potencial risco de contágio. São já mais de 10 000 os testes serológicos realizados, com enfoque particular em grupos populacionais mais expostos ao risco de contágio, nomeadamente as escolas e IPSS, Bombeiros Voluntários e GNR, entre outras entidades. Entretanto, a campanha foi também alargada aos utentes dos centros de dia das instituições de solidariedade, à medida que estas valências retomavam a sua actividade, de modo a sinalizar qualquer caso de infecção que ocorra e evitar o seu alastramento através de medidas preventivas que permitam manter os idosos em segurança”.

Tendo em conta o elevado número de pessoas testadas e a perspectiva de que a crise pandémica poderá agudizar-se ainda mais, a autarquia procedeu à aquisição de mais testes, no sentido assegurar a realização regular de rastreios.

A este propósito, a presidente da Câmara Municipal reiterou a ideia de que “o combate à covid-19 é uma batalha a que nenhuma entidade ou organização se pode furtar. Por isso, sendo os testes serológicos uma primeira linha de despistagem de eventuais casos de covid-19, decidimos colaborar com as entidades responsáveis pela gestão sanitária da crise, nomeadamente a ARS-Centro, o ACES-Baixo Mondego e a Delegada de Saúde, neste caso com a realização de rastreios tão alargados quanto possível. Além disso a autarquia tem procedido ao fornecimento de Equipamentos de Protecção Individual, máscaras e gel às IPSS e atribuiu às juntas de freguesia um subsídio também para esse fim”.

Eurodeputada Maria Manuel Leitão Marques visitou o Biocant Park em Cantanhede

Maria Manuel Leitão Marques esteve ontem no Biocant Park, em Cantanhede, para conhecer os projectos de investigação e transferência de tecnologia de empresas e outras entidades sedeadas no parque, particularmente os que beneficiaram de fundos europeus. A visita decorreu no âmbito da actividade que a eurodeputada desenvolve no Parlamento Europeu, em particular nas Comissões do Mercado Interno e Protecção dos Consumidores (IMCO) e na Comissão da Indústria, Investigação e Energia (ITRE).

Acompanharam aquela representante de Portugal no Parlamento Europeu a presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, também na qualidade de presidente do Conselho de Administração do Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia em Biotecnologia, e Pedro Cardoso, vice-presidente da autarquia.

Joana Branco, investigadora e directora executiva do Biocant, fez a apresentação do parque e de alguns dos projectos de I&D em curso, a que se seguiu a visita à Biotrend, onde Bruno Ferreira, CEO da empresa, deu a conhecer os contornos do trabalho de investigação que está a ser realizado no contexto de projectos co-financiados e serviços prestados com vista à optimização e melhoria de processos na área da economia circular. Também foi apresentada a Carbocode, pelo CEO de uma das subsidiárias, Carlos Faro, que explicou o core business deste grupo, o qual está a desenvolver tecnologia aplicável às áreas alimentar, cosmética e farmacêutica.

Finalmente, Maria Manuel Leitão Marques esteve na Crioestaminal, onde o CEO da empresa, André Gomes, apresentou o medicamento experimental à base de células estaminais do cordão umbilical expandidas para os infectados com covid-19 em condição de enfermidade grave.

A visita da eurodeputada ao Biocant Park “partiu do interesse em perceber o alcance da actividade que se desenvolve no parque e em identificar eventuais problemas, bem como recolher sugestões sobre o que será preciso ter em consideração no próximo quadro de apoio, de modo a desencadearem-se respostas efectivas aos desafios que se colocam no domínio da investigação científica e tecnológica”. Segundo a ex-ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, no XXI Governo Constitucional, “Cantanhede fez uma aposta forte no conhecimento, na inovação e na valorização das pessoas, o que constitui não só um grande exemplo como também um estímulo para todos os que reconhecem ser esse o melhor caminho para o desenvolvimento económico e social do país”.

A eurodeputada manifestou-se também “sempre disponível, nesta visita ou em outras acções conjuntas a organizar no futuro, para partilhar com os investigadores as estratégias europeias que forem mais relevantes para o seu trabalho”.

Por seu lado, Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal, congratulou-se com a visita de Maria Manuel Leitão Marques “pois é muito importante que as instâncias da União Europeia tenham um conhecimento o mais aprofundado possível de todo o potencial económico do ecossistema empresarial do Biocant Park”.

Segundo a autarca “a consolidação do parque só foi possível porque este projecto iniciado no âmbito de uma parceria do Município de Cantanhede com a Universidade de Coimbra e a Universidade de Aveiro beneficiou de financiamento comunitário em fases decisivas da sua evolução. Mas o processo não está encerrado”, adiantou, sublinhando que “são grandes os desafios que se perspectivam, para os quais queremos continuar a tirar o melhor partido possível dos fundos da União Europeia, quer para fomentar o desenvolvimento de projectos I&D, quer para reforçar as condições de atractividade para empresas industriais em sectores correlacionados”.

Jornal Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM