COIMBRA,18 de Julho de 2024

Museu Municipal de Coimbra com entradas gratuitas no próximo sábado

23 de Fevereiro 2023 Rádio Regional do Centro: Museu Municipal de Coimbra com entradas gratuitas no próximo sábado

As entradas nos vários núcleos do Museu Municipal de Coimbra (MMC) vão ser gratuitas no próximo sábado, dia 25 de Fevereiro, como é habitual no quarto sábado de cada mês. Para além da vasta Colecção Telo de Morais, os visitantes podem, ainda, ver no Edifício Chiado, na galeria de exposições temporárias, a exposição de José Fonte e Márcio Costa e, na Galeria Almedina, o projecto “Entre o ir e o vir, o que daqui levo”. Já no núcleo da Torre de Almedina, é possível ficar a conhecer a muralha de Coimbra e, na Torre de Anto, um pouco da história da Canção de Coimbra. Na Sala da Cidade (com continuidade na Casa Municipal da Cultura), é possível visitar a exposição “Toma e Lê”, integrada no programa de comemoração do centenário da Biblioteca
Municipal de Coimbra. Recorda-se, ainda, a exposição gratuita “Judeus de Coimbra | da tolerância à perseguição | memórias e materialidades”, no Pátio da Inquisição. Já o Centro de Arte Contemporânea de Coimbra recebe a oficina de desenho assistido Artsketchers, das 16h00 às 17h00, já com uma nova exposição em preparação.

No próximo sábado, dia 25 de Fevereiro, as entradas no MMC são gratuitas, como de resto, acontece no quarto sábado do mês. O horário é o habitual: das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Para além da Colecção Telo de Morais, que reúne um impressionante conjunto de pintura, desenho, escultura, pratas, mobiliário e cerâmica, distribuído por três andares, os visitantes podem ver, ainda, na galeria de exposições temporárias, no rés-do-chão, a exposição de José Fonte e Márcio Costa, com o título “2 Pernas de Uma mesma Cadeira”, que reúne obras com diferentes linguagens e formatos, desde o desenho, pintura, escultura à instalação.

Também no Edifício Chiado, mas na Galeria Almedina, é possível ficar a conhecer os trabalhos criados a partir do projecto “Entre o ir e o vir, o que daqui levo”, desenvolvido numa parceria entre
a Associação Há Baixa, o CACC e o MMC. A partir de visitas e da realização de oficinas nos núcleos do Museu e no Centro de Arte, este grupo foi convidado a produzir obras inspiradas nestes espaços museológicos e nos seus acervos.

Na Torre de Almedina, antiga porta principal de acesso à cidade, cujas fundações remontam à época de ocupação islâmica, e que integrava um complexo de portas e torres da muralha coimbrã de quase dois quilómetros de comprimento, os visitantes podem ficar a conhecer um pouco mais da história de Coimbra, através de uma plataforma interactiva e subir à torre e de lá ver a cidade. Já na Torre de Anto, um pouco mais acima, podem explorar o mundo da Canção de Coimbra, os seus intérpretes, os seus instrumentos, em particular as guitarras dos mestres Artur Paredes e Carlos Paredes, doadas ao município, construídas pelos mestres João Pedro Grácio Júnior e Gilberto Grácio.

Já na Sala da Cidade (com continuidade na Casa Municipal da Cultura), é possível visitar a exposição “Toma e Lê”, que assinala o arranque das comemorações do centenário da Biblioteca Municipal de Coimbra. A exposição, inaugurada em Dezembro, está distribuída em dois núcleos expositivos, que apresentam um itinerário de leitura da história da Biblioteca Municipal de Coimbra (com recurso à imprensa local) dividido em dois períodos: “Da Ideia a 1993”, patente na Sala da Cidade, e “De 1993 à Atualidade”, exibido na Galeria Pinho Dinis (Casa Municipal da
Cultura).

Finalmente, importa recordar a exposição “Judeus de Coimbra | da tolerância à perseguição | memórias e materialidades” (gratuita durante toda a semana), que pode ser visitada no Pátio da Inquisição, num espaço que pertenceu, até à sua extinção em 1821, ao antigo Tribunal do Santo Ofício da Inquisição de Coimbra, que se abre ao público pela primeira vez e onde sobrevivem velhas “cicatrizes” para lembrar esse tempo longo e penoso.

Por sua vez, no Centro de Arte Contemporânea, como é habitual no quarto sábado do mês, decorre a oficina de desenho assistido Artsketchers, das 16h00 às 17h00, já com uma nova exposição em preparação. Recorde-se que é necessário reservar lugar e os participantes têm de levar material de desenho. A iniciativa é para maiores de 18 anos, a inscrição é gratuita, mas as vagas são limitadas. A inscrição pode ser feita através do telefone 239 828 052 ou do e-mail centroartecontemporanea@cm-coimbra.pt.

Importa ainda recordar que o MMC continua a levar a cabo actividades para crianças do pré-escolar e do ensino básico. Todas essas actividades são gratuitas, mas com marcação prévia através do telefone 239 840 754 ou do e-mail museu.municipal@cm-coimbra.pt. É o caso da oficina “Médicos da Arte”, que pretende não só dar a conhecer as obras e os temas da colecção Telo de Morais, mas sobretudo chamar a atenção para os cuidados a ter na preservação das obras. Também a oficina “O Augusto quer ser arquitecto” é outra das propostas para este mês.

Entretanto, na Torre de Almedina, continua a oficina de expressão plástica em torno da seteira. “E o que é a seteira?”, pergunta-se. As actividades para os mais novos estendem-se, este mês, à Sala
da Cidade, com o projecto “Como ler um livro?”, organizado pelo MMC e pelo CACC, em colaboração com o serviço educativo da Biblioteca Municipal de Coimbra. Mantém-se, ainda, a oficina “Veste-te de matemática!”, que tem por base a exposição “2 Pernas de Uma mesma Cadeira”, de José Fonte e Márcio Costa.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM