COIMBRA,17 de Julho de 2024

Trabalhadores dos SMTUC fazem greve de dois dias

12 de Dezembro 2023 Rádio Regional do Centro: Trabalhadores dos SMTUC fazem greve de dois dias

Os trabalhadores dos Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) vão fazer greve entre quinta-feira e sexta-feira, exigindo o gozo de folgas e férias, resolução da progressão na carreira e melhoria do estado dos autocarros.

O pré-aviso da greve de dois dias foi marcado em plenário de trabalhadores dos SMTUC, realizado a 5 de Dezembro, face à “não resposta do conselho de administração aos vários problemas dos trabalhadores”, disse a coordenadora regional do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local e Regional (STAL), Luísa Silva.

Segundo a dirigente sindical, há vários problemas que motivam a convocação da greve, nomeadamente a não autorização por parte do conselho de administração do uso de dias de folgas e férias por gozar, a não conclusão da opção gestionária que levaria a uma progressão nas carreiras dos trabalhadores e o mau estado dos autocarros dos SMTUC.

“Há todo um conjunto de situações que continua a não ter resposta por parte do conselho de administração. Os trabalhadores chegaram a uma fase de saturação em que sentem que não há uma tentativa de resolução de nenhuma destas questões”, vincou Luísa Silva.

A coordenadora regional do STAL referiu que, face à falta de funcionários nos SMTUC, o conselho de administração recorre ao trabalho extraordinário e não autoriza o gozo de folgas e dias de férias por usar, apontando para a situação de um trabalhador que tem “80 dias por gozar, entre folgas e férias”.

“Houve uma proposta de redução de algumas linhas, que poderia nem fazer tanta diferença à população já que a cidade está quase parada [devido a diferentes obras] e reduzia o número de motoristas necessários a trabalhar, mas o conselho de administração não concordou”, aclarou.

Segundo Luísa Silva, o executivo da Câmara de Coimbra concordou em avançar com a opção gestionária dos SMTUC, que reduz o número de anos para assegurar a progressão na carreira dos trabalhadores, mas o processo, que deveria estar concluído em Abril, ainda não está resolvido.

“Estamos em Dezembro e o processo não está concluído, com os trabalhadores à espera de um aumento salarial e a situação já poderia estar resolvida”, criticou.

Na segunda-feira, na reunião do executivo, a vereadora com a pasta dos transportes, Ana Bastos, criticou a convocação desta greve, considerando que as reivindicações “extravasam as competências” do conselho de administração que preside.

Segundo a vereadora, houve um pré-aviso de greve anterior, em Novembro, que acabou por ser desmarcado, depois de o STAL ter reconhecido que o executivo se empenhava na “procura de soluções, designadamente para oferecer as melhores condições de trabalho aos seus funcionários”.

“Apesar dos esforços do conselho de administração, que voltou a reunir com a estrutura sindical para procurar perceber o que de novo justificava esta posição de força, o pré-anúncio manteve-se, apesar de se ter total consciência dos impactes que tais decisões assumem na degradação da imagem e do funcionamento dos SMTUC, das perturbações que tal greve acarreta para a população, particularmente para os mais desfavorecidos que não dispõem de outras alternativas de deslocação”, referiu Ana Bastos.

Durante a sua intervenção no período antes da ordem do dia, a vereadora vincou que o plano de renovação de frota está a ser cumprido, considerando que, nesse contexto “e face ao esforço despendido, é incompreensível o pré-anúncio de greve avançado pelo STAL”.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM