COIMBRA,7 de Julho de 2020

Politécnico de Coimbra desenvolve meio imagiológico para diagnóstico de doenças

2 de Junho 2020 Rádio Regional do Centro: Politécnico de Coimbra desenvolve meio imagiológico para diagnóstico de doenças

O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra está a desenvolver um novo “tomógrafo com melhor resolução direccionado para diagnóstico de doenças neuropsiquiátricas, tumores e lesões de acidentes vasculares”, anunciou hoje o Politécnico de Coimbra.

O projeto – Hirezbrainpet (Imagiologia cerebral neurofuncional por tomografia de emissão de positrões de elevada resolução) – “pretende desenvolver um tomógrafo cerebral inovador com potencial de alterar o paradigma de diagnóstico e investigação de doenças do sistema nervoso central”, afirma o Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), numa nota enviada hoje à agência Lusa.

A tomografia de emissão por positrões (PET) é uma “técnica imagiológica de base nuclear” para visualizar “características funcionais dos órgãos e tecidos biológicos em 3D [computação gráfica tridimensional]”.

O tomógrafo é desenvolvido com resolução espacial submilimétrica (inferior a um milímetro) e tecnologia de detecção inovadora baseada em câmaras de placas resistivas (RPC-PET), refere o IPC.

Paulo Fonte, docente e investigador do Instituto Superior de Engenharia (ISEC) do Politécnico de Coimbra, citado pelo IPC, explica que “este equipamento PET aplica-se no diagnóstico de estruturas cerebrais afectadas por doenças neuropsiquiátricas e na caracterização das lesões dos acidentes vasculares, por outro visa auxiliar a terapêutica, detecção e indicação do estado de tumores do sistema nervoso central e, em consequência, proporcionar melhores tratamentos oncológicos”.

O ISEC contribui com estudos bibliográficos e de simulação física para apoio ao projecto do tomógrafo, desenvolvimento de software, integração de sistemas e divulgação de resultados.

O sistema pode ainda ser adaptado à “imagiologia PET de alta resolução de outros órgãos, como coração ou fígado, e o reduzido custo da tecnologia utilizada permite uma rápida expansão tecnológica”, adianta o IPC.

Resultado de uma parceria entre o Instituto Politécnico de Coimbra, o LIP (Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas) e a empresa ICNAS Produção, o projecto integra o Programa INTERFACE do SI & DT (Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico), no âmbito do quadro comunitário de apoio Portugal 2020 (PT2020).

O INTERFACE do SI & DT PT2020 “difunde e institui a ligação entre instituições de ensino superior e empresas com base na valorização e transferência de tecnologia, a fim de responder aos desafios de acesso ao conhecimento, flexibilidade e globalização dos mercados”.

LUSA

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM