COIMBRA,18 de Julho de 2024

Mealhada avança com Plataforma Logística Rodoferroviária na Pampilhosa

11 de Julho 2024 Rádio Regional do Centro: Mealhada avança com Plataforma Logística Rodoferroviária na Pampilhosa

As novas orientações da União Europeia para o desenvolvimento da Rede Transeuropeia de Transportes colocam a Plataforma Logística da Pampilhosa como Terminal Rodoferroviário Principal neste conjunto de infra-estruturas e de gestão de transportes.

A Câmara da Mealhada, em associação com os Portos de Aveiro e da Figueira da Foz, vai lançar o concurso para a elaboração do estudo dos modelos de negócio e de exploração da futura Plataforma Logística da Pampilhosa (PLP), que, na região e a par de Alfarelos, será um dos equipamentos classificados como principais no país em matéria de distribuição e transporte de mercadorias. Esta decisão está devidamente expressa no Regulamento n.º 2024/1679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 13 de Junho de 2024, relativo às novas orientações da União Europeia (UE) para o desenvolvimento da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T), revogando a anterior decisão nesta matéria.

Os trabalhos para o estudo integram, entre outros, a definição do modelo operacional da PLP, identificação e análise de benchmarking das plataformas logísticas ibéricas, estudo de mercado da PLP, proposta de estudo prévio, identificação e caracterização das infra-estruturas e superestruturas a construir, definição do modelo de exploração, opções de financiamento e elaboração de estudos de viabilidade económico-financeira.

No quadro da infra-estrutura de transportes e aplicações telemáticas, bem como as medidas destinadas a promover a gestão e utilização eficientes dessa infraestrutura, o concelho da Mealhada, através daquela estrutura da Pampilhosa, faz parte do Corredor Atlântico da Rede Principal (core network), a concluir até 2030, com um total de nove corredores em toda a Europa.

“Este é um projecto que se arrasta há muitos anos e que já sofreu muitas alterações, mas de há dois anos a esta parte ganhou força e uma nova dimensão, graças à nossa insistência por acreditar que o projeto é estratégico para a Região Centro, daí termos criado esta parceria com os Portos de Aveiro e da Figueira da Foz”, refere António Jorge Franco, presidente da Câmara da Mealhada, apontando que aquele protocolo de entendimento “foi fundamental para colocar este assunto na agenda local, nacional e da Europa”.

O autarca acredita que aquele objectivo tem agora “todas as condições para avançar”, até porque “encaixa-se perfeitamente nas metas da União Europeia quanto à redução das emissões líquidas de gases com efeito de estufa em, pelo menos, 55 % até 2030, em comparação com os níveis de 1990”. E defende que “é vital para aquelas metas a criação destes portos secos, que privilegiam o transporte ferroviário, tirando o transporte de mercadorias das nossas estradas”.

Dados da UE apontam que as emissões dos transportes representam cerca de 25 % do total de emissões de gases com efeito de estufa da União Europeia, representando um grande aumento nos últimos anos, daí que o Pacto Ecológico Europeu apele a “uma redução de 90 % das emissões de gases com efeito de estufa provenientes dos transportes, para que a UE se torne numa economia com impacto neutro no clima até 2050”.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM