COIMBRA,7 de Dezembro de 2021

Mealhada autoriza venda de produtos não-alimentares nas feiras do concelho

8 de Abril 2021 Rádio Regional do Centro: Mealhada autoriza venda de produtos não-alimentares nas feiras do concelho

A Câmara Municipal da Mealhada vai autorizar o regresso da venda de produtos não-alimentares nas feiras do concelho.

O anúncio foi feito, ontem (07), pelo presidente do Município, Rui Marqueiro, na reunião da Comissão Municipal de Protecção Civil da Mealhada (CMPCM).

Segundo a autarquia, “a CMPCM entende, nas feiras de Barcouço, Mealhada e Vacariça, permitir a venda de produtos não-alimentares, reservadas até agora à venda de alimentos, enquanto as condições favoráveis, no que diz respeito à situação epidemiológica do concelho, o permitirem e aplicando as regras de funcionamento já existentes, nomeadamente impor a lotação máxima de quatro pessoas nas bancas com maiores dimensões e de duas pessoas nas mais pequenas, uso de máscara, distanciamento social e desinfecção de mãos à entrada e saída das feiras”.

“É uma deliberação condicionada, tendo em conta a realidade actual, que, por enquanto, nos permite uma tomada de posição positiva, disse o presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro.

A CMPCM deliberou ainda dar um parecer favorável à realização do trail “Trilhos Luso-Bussaco, agendado para 09 de Maio, nos mesmos moldes da autorização da venda de produtos não-alimentares nas feiras, ou seja, tendo em conta o quadro actual do concelho e salvaguardando as regras de higiene e segurança definidas pela Direcção-Geral da Saúde.

Na mesma reunião da CMPCM, Rui Marqueiro anunciou que a autarquia irá entregar, hoje (08), à Unidade de Saúde Familiar (USF) Caminhos do Cértoma, na Pampilhosa, uma viatura totalmente paga pelo Município e dar continuidade à testagem em massa da população concelhia.

“Trata-se de uma viatura que, comparativamente com a Unidade Móvel de Saúde que foi oferecida, em Janeiro, à USF da Mealhada, só difere na pintura, porque foi adquirida totalmente pelo Município, mas equipada de forma igual. A da Mealhada foi parcialmente paga por nós, porque fazia parte de uma candidatura da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra. Como apenas era possível atribuir uma viatura por Município, a Câmara entendeu que cada USF deveria ter a sua, para que todos os profissionais de saúde do concelho pudessem ter condições para trabalhar”, justificou o edil.

Rui Marqueiro garantiu ainda, na reunião, que a testagem em massa da população do concelho vai continuar e apelou aos munícipes para que não deixem de relatar todos os casos suspeitos que encontrem, convidando-os a fazerem a “pedagogia do combate à pandemia”.

Os apelos foram extensivos à adesão à vacinação. “Toda a gente deve tomar a vacina, porque é a única maneira que temos para lutar contra este vírus. Acabem com os negacionismos, porque a verdade é que as vacinas protegem-nos”, sublinhou Rui Marqueiro, contando com a ajuda da delegada de saúde concelhia, Anunciação Costa, que, após revelar algumas evidências retiradas dos testes que tem efectuado, relativas ao estado da imunidade da população concelhia, argumentou que “a vacinação ainda é a arma mais poderosa que existe contra as doenças infecciosas”, lembrando que “qualquer vacina tem efeitos secundários, tal como acontece com os medicamentos, mas os casos são muito esporádicos”.

Jornal Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM