COIMBRA,27 de Novembro de 2021

Cidadãos por Coimbra querem ser uma “lufada de ar fresco”

26 de Julho 2021 Rádio Regional do Centro: Cidadãos por Coimbra querem ser uma “lufada de ar fresco”

O movimento Cidadãos por Coimbra (CpC) conseguiu as assinaturas necessárias e entregou, esta segunda-feira, as listas candidatas aos órgãos autárquicos no concelho de Coimbra, tendo sido a primeira força política a fazê-lo.

O CpC quer uma Câmara “capaz de unir as energias da cidade”, segundo o cabeça-de-lista do movimento, Jorge Gouveia Monteiro, que pretende dar “uma lufada de ar fresco” à vida democrática do concelho.

“Queremos dar força aos órgãos, queremos uma Câmara capaz de unir as energias da cidade, queremos uma assembleia municipal com vida própria que não seja apenas uma posta-restante do executivo camarário”, disse Jorge Gouveia Monteiro, que falava aos jornalistas após a entrega das listas do movimento no Tribunal de Coimbra.

Segundo o candidato, o CpC foi “a primeira força política a entregar as suas candidaturas” no Tribunal, referindo que, para além das listas à Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Coimbra, o movimento concorre também em todas as freguesias urbanas do concelho e ainda em Almalaguês e na União de Freguesias de Assafarge e Antanhol.

“Tenho muito orgulho nesta não desistência de nos mantermos como grupo de cidadãos eleitores e com cidadãos no nome e de termos cumprido esta primeira parte riquíssima de contacto com as pessoas”, salientou.

Como “causa principalíssima” do movimento, Jorge Gouveia Monteiro apontou para a “participação das pessoas” e para a cidadania activa.

“As pessoas não são clientes de uma Câmara que fornece serviços. A democracia não é congelada a seguir às eleições até daqui a quatro anos. É uma democracia para funcionar todos os dias e essa característica nossa é muito importante”, realçou, defendendo também freguesias com mais poder, mais recursos e mais próximas das pessoas.

Como algumas das bandeiras para a campanha eleitoral, o candidato apontou para a continuação dos Covões como um grande hospital, o combate às alterações climáticas, um plano para suster “o excesso de mancha construída na cidade” e prioridade à reabilitação de edifícios devolutos com habitação acessível, e garantir que a frente ribeirinha da cidade não se transforme numa “turistolândia”, mas que seja utilizada para “habitação, indústrias criativas e zonas verdes”.

O antigo vereador eleito pela CDU entre 1997 e 2009 foi o cabeça de lista do movimento nas autárquicas de 2017, em que o CpC falhou a eleição de um vereador por menos de uma centena de votos, depois de em 2013, na primeira vez a votos, ter conseguido eleger o advogado José Augusto Ferreira da Silva, que renunciou ao cargo de vereador meses antes do final do mandato.

Além de Gouveia Monteiro, concorrem à Câmara de Coimbra o actual presidente do Município, Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (PSD, CDS-PP, Nós, Cidadãos!, PPM, Aliança, RiR e Volt), Francisco Queirós (CDU) e Miguel Ângelo Marques (Chega). A Iniciativa Liberal anunciou que também se apresentaria a sufrágio.

Jornal Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM