COIMBRA,18 de Maio de 2024

Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede propõe espectáculos de drama e comédia

3 de Fevereiro 2024 Rádio Regional do Centro: Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede propõe espectáculos de drama e comédia

Depois de, no passado fim de semana, ter estreado a peça que produziu para o 24.º Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede, o Grupo de Teatro Experimental “A Fonte” de Murtede cumpre este sábado, 3 de Fevereiro, a primeira jornada de itinerância no Centro Cultural de Portunhos. Com início às 21h30, “Família, Família, Negócios à Parte” foi escrita expressamente para o certame por Cristina Serém e Daniela Almeida, que construíram um enredo em torno da personagem de Carlos António Coutinho de Marialva, empresário do ramo vinícola do concelho de Cantanhede. Numa
das suas viagens de negócio, contrai uma doença rara, que o deixa em estado vegetativo. Com um prognóstico muito reservado, a sua esperança de vida é curta, podendo ser meses, semanas ou até dias. A sinopse do espectáculo deixa no ar dúvidas sobre o caso, lembrando que, “por mais que a sociedade evolua, a ambição e o individualismo continuam a reinar nesta sociedade dita civilizada”.
Igualmente este sábado, a Episódio Medieval – Associação de Teatro e Recriação Histórica apresenta-se na sede da Associação Cultural e Desportiva do Casal para representar a peça “D. Pedro e D. Inês de Castro”, também com início às 21h30.
A sinopse do enredo construído por Nuno Marques refere que “se há estória de amor que tenha marcado a história de Portugal é a do amor proibido entre o infante D. Pedro e Inês de Castro, dama de companhia da sua mulher, D. Constança Manuel. Depois da morte desta, em 1345, D. Pedro passou a viver maritalmente com D. Inês, afrontando assim o rei D. Afonso IV, seu pai, que, por pressão da corte, acabou por conduzir ao desfecho trágico.
A dimensão simbólica desta história de amor, que povoa o imaginário português, está documentada na célebre Declaração de Cantanhede que D. Pedro Proferiu em 12 de Junho de 1360, proclamando que se havia casado secretamente com D. Inês e impondo o seu reconhecimento como rainha de Portugal.

A edição de 2024 do Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede tem a participação de 17 grupos cénicos, os quais, até final do mês de Abril vão realizar dois espectáculos, uma na sua comunidade de origem, outro numa das localidades onde estão sedeadas as entidades envolvidas, no âmbito do programa de itinerância definido para o efeito.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM