COIMBRA,18 de Maio de 2022

Cerimónia de entrega de prémios distinguiu as melhores práticas no sector agrícola português

9 de Maio 2022 Rádio Regional do Centro: Cerimónia de entrega de prémios distinguiu as melhores práticas no sector agrícola português

Foi no dia 29 de Abril, em Viseu, que 14 empresas portuguesas viram o seu trabalho distinguido em mais uma edição dos Prémios Valorfito.

Num ano que fica marcado pela excelência dos resultados na recolha de embalagens, a cerimónia teve como objectivo envolver o sector agrícola na reflexão sobre o estado da actividade, distinguindo aqueles que por força da sua dedicação, proactividade e envolvimento se destacam entre as melhores práticas.

Desta vez a cerimónia rumou à cidade de Viseu, até ao Montebelo Congress Hotel, onde o sector agrícola esteve reunido para relembrar boas práticas, olhar para casos exemplo, reflectir sobre os resultados anuais da actividade, estabelecer novas metas e propor novos desafios. A verdade é que o sector agrícola está cada vez mais forte no que respeita ao crescimento das taxas de recolha, mas há um espírito de resiliência a manter, numa época em que se aproximam desafios socioeconómicos únicos e que nos obrigam a ser ainda mais eficientes e a trabalhar ainda mais em prol de uma agricultura sustentável.

À semelhança de anos anteriores, os prémios deste ano gratificaram o empenho dos Pontos de Retoma nacionais para cinco categorias principais: o prémio Crescimento, de âmbito regional e ilhas, atribuído a 10 parceiros e que distingue o maior crescimento na região face ao ano anterior; o prémio Cooperativa, que releva o maior crescimento nacional em 2021 para o sector cooperativo; o prémio Sementes e o prémio Biocidas, atribuídos a um parceiro respectivamente; e, com grande destaque, o prémio Excelência, o galardão mais desejado da noite, e que distingue o TOP 1 das boas práticas para critérios tanto quantitativos quanto qualitativos – este ano atribuído à Cooperativa Agrícola de Alcobaça.

Para o director-geral da Valorfito, António Lopes Dias, «este é o momento em que temos o privilégio e o prazer de fazer justiça relativamente a um dos grandes pilares do sistema Valorfito, que são os Pontos de Retoma. Os resultados de 2021 foram bons, mas agora estamos já focados nos objectivos para 2022. Queremos atingir uma taxa de retoma global de 60%. Parece algo longínquo e difícil, mas nunca desistimos. As contas vão fazer-se no final, com o habitual empenho de todos».

Seguiu-se a entrega dos prémios, que este ano contou com a presença do Vice-Presidente da Câmara de Viseu, Eng.º João Paulo Gouveia, que aproveitou o momento para dar os parabéns a todos os envolvidos nesta operação em prol de uma agricultura sustentável e agradecer a presença de todos numa cerimónia que acontece sob um contexto socioeconómico muito complexo e que exige, cada vez mais, o envolvimento e cooperação de todos.

Chegado o momento de revelar quem mais se destacou entre as dezenas de pontos de retoma nomeados, os prémios foram entregues, depois de António Lopes Dias ter relembrado alguns dos principais desafios dos próximos anos, mantendo o investimento do valorfito num reforço de comunicação e sensibilização junto dos pontos de retoma e agricultores de menor dimensão, assim como o intuito de melhorar as recolhas nos dois fluxos mais desafiantes – sementes e biocidas.

SOBRE O SISTEMA VALORFITO

O Valorfito, designação do Sistema Integrado de Gestão de Embalagens e Resíduos em Agricultura, tem como objectivo a recolha e gestão dos resíduos de embalagens primárias de produtos fitofarmacêuticos, biocidas e sementes de uso profissional, seguindo as exigências do Despacho n.º 6560/2017, de 28 de Julho. Este sistema permite dar resposta às necessidades dos produtores agrícolas de encontrarem um destino adequado para os resíduos de embalagens de produtos fitofarmacêuticos e de sementes, que são gerados nas suas explorações agrícolas, assegurando que toda a fileira agrícola possa cumprir a legislação em matéria da gestão dos resíduos de embalagens primárias de produtos fitofarmacêuticos e de sementes. No ramo dos biocidas, permite, igualmente, aos utilizadores finais uma gestão adequada dos resíduos de embalagens primárias de biocidas.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM