COIMBRA,1 de Dezembro de 2021

Câmara quer espaço verde entre a praia do Rebolim e a ponte da Portela

13 de Agosto 2021 Rádio Regional do Centro: Câmara quer espaço verde entre a praia do Rebolim e a ponte da Portela

A Câmara de Coimbra vai continuar a intervenção de melhoramento da margem direita do Mondego, entre a praia fluvial do Rebolim e a ponte da Portela. A proposta passa, agora, pela criação de uma zona verde naturalizada e com recurso a soluções de base natural, que tenha na sua génese a galeria ripícola (espécies vegetais autóctones existentes nas zonas de transição entre ecossistemas aquáticos e terrestres), o aumento da biodiversidade e a naturalização e estabilização das margens do rio Mondego.

A autarquia pretende que esta nova zona verde seja um exemplo de gestão de valores ambientais: deverá ser criada através de soluções de base natural para a estabilização das margens e dos processos hídricos associados, deverá contar com vegetação autóctone e caminhos contruídos em material natural, interconectados, exclusivamente pedonais e cicláveis, que depois farão ligação com as zonas residenciais e outros percursos existentes. O novo espaço servirá também para o exercício físico informal, mas incluirá algum mobiliário urbano (bancos, mesas, papeleiras, painéis informativos, abrigos, entre outros). Apenas será permitido o acesso a veículos de manutenção, emergência e segurança pública.

Uma zona verde com estas caraterísticas contribuirá, ainda, para a retenção de poluentes por escorrência e reciclagem de nutrientes, para a eliminação da temperatura da água e margem por ensombramento, bem como intercederá na mitigação de cheias, por exemplo. Tendo em conta todas esta especificidades do programa, é expectável que a intervenção tenha uma implementação bastante prolongada no tempo. A equipa responsável pelo projecto irá realizar acções de participação para o público em geral nas diferentes fases de execução do projecto, bem como definirá o modelo de gestão e manutenção a adotar no novo espaço.

Refira-se que este novo espaço verde dá continuidade à requalificação ambiental e paisagística da área compreendida entre o Rebolim e a ponte da Portela, que foi iniciada em 2018, integrando o objectivo global da autarquia de virar a cidade para o rio Mondego e de o colocar ao usufruto da população (num investimento global que, nos últimos sete anos, já ascende previsivelmente a 30 milhões de euros). E, fruto desta estratégia, Coimbra tem este ano, pela primeira vez, duas praias fluviais com Bandeira Azul (o Rebolim, na freguesia de Santo António dos Olivais e Palheiros e Zorro, na freguesia de Torres do Mondego).

Na altura, em 2018, a zona ribeirinha entre o Rebolim e a Portela estava completamente abandonada e suja, o que levou a autarquia a iniciar limpezas para devolver esta margem à população e para melhorar o meio ambiente. Esta ampla operação de limpeza e recuperação ambiental passou pela remoção de vegetação de espécies infestantes, de resíduos, de lixeiras e de outros detritos sobrantes da antiga extracção de areias, sendo que até pneus, fibrocimento e animais mortos foram encontrados enterrados no local.

O Rebolim é, agora, um espaço que, devido às suas qualidades ambientais e paisagísticas e ao conjunto de intervenções de beneficiação realizadas pela autarquia, tem vindo a ganhar protagonismo junto da população de Coimbra e seus visitantes. Com o conjunto de intervenções de beneficiação, a zona conta com acesso pavimentado, estacionamento (269 lugares, com 8 lugares para cidadãos portadores de deficiência), sinaléctica direccional e informativa, sanitários (incluindo para cidadãos portadores de deficiência), parque de merendas e estrutura de apoio à praia e aos nadadores-salvadores. A área dispõe, ainda, de todos os materiais e equipamentos de vigilância e prestação de salvamento, socorro a náufragos e assistência a banhistas. E, não menos importante, a avaliação da qualidade da água está em conformidade para o uso balnear. É ainda de referir que, até meados de Outubro, a praia fluvial do Rebolim dispõe de três locais de restauração e bebidas, que disponibilizam refeições rápidas, bebidas frescas, cafés, gelados e doces, entre outros produtos.

É ainda de referir que os serviços municipais iniciaram, no passado mês de Abril, a rearborização daquela zona com espécies adequadas, depois da intervenção de limpeza que foi efectuada. O que anteriormente era ocupado por espécies infestantes, canas, silvas, acácias e lixo, pneus, carcaças de automóveis, fibrocimento, cerâmica e animais mortos, deu lugar a freixos, amieiros e salgueiros.

Jornal Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM