COIMBRA,1 de Março de 2024

Câmara de Oliveira do Bairro desactivou 499 ninhos de vespa “velutina” em 2023

19 de Janeiro 2024 Rádio Regional do Centro: Câmara de Oliveira do Bairro desactivou 499 ninhos de vespa “velutina” em 2023

A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro desactivou, em 2023, 499 ninhos de vespa “velutina”, ou asiática, mais 246 que em 2022.
Segundo Susana Martins, Vereadora do Município e responsável pela área, “temos conseguido dar uma resposta célere à informação que nos chega da parte dos munícipes, intervindo num curto espaço de tempo para eliminar estes ninhos e minimizar os efeitos deste fenómeno, que apresenta perigos para a biodiversidade e para a saúde pública”.
A maioria dos casos é resolvida nas primeiras 48 a 72 horas, desde a comunicação. A rapidez da intervenção varia consoante o número e o tamanho de ninhos avistados, assim como das condições climatéricas. Só nos últimos três anos, a Câmara Municipal de Oliveira do Bairro conseguiu eliminar mais de 1.200 ninhos de vespas “velutinas”.
Ainda de acordo com a autarca, os ninhos têm sido localizados “de forma homogénea em todo o Concelho de Oliveira do Bairro, sendo na sua maioria avistados em árvores, no subsolo e em edifícios de várias tipologias”.

Susana Martins adiantou ainda que “está previsto avançar, na altura da Primavera, com a instalação de armadilhas e mecanismos de prevenção e de captura das vespas fundadoras, época em que estão mais activas devido ao aumento das temperaturas, com o intuito de reduzir o surgimento de ninhos secundários e diminuir o impacto que a vespa velutina tem no nosso território”.
Na área do concelho de Oliveira do Bairro, a detecção, ou a suspeita de existência de ninhos, ou de exemplares da vespa “velutina” deve ser comunicada à Câmara Municipal, através dos contactos 234 732 139 e geral@cm-olb.pt, ou à respectiva Junta de Freguesia.
De acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Floresta, a vespa “velutina” “é uma espécie não-indígena, predadora da abelha europeia (Apis mellifera)”. Esta vespa, também conhecida como asiática, “é proveniente de regiões tropicais e subtropicais do norte da India, do leste da China, da Indochina e do arquipélago da Indonésia”.
A “velutina” distingue-se da espécie europeia vespa “crabro” pela coloração do abdómen, que é predominantemente de cor preta, ao contrário da “nossa”, onde prevalece a cor amarela. Não sendo mais agressiva que a espécie europeia, a vespa “velutina” reage de forma bastante agressiva quando sente o seu ninho ameaçado.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM