COIMBRA,18 de Abril de 2024

Universidade de Coimbra avalia uso de pesticidas em vinhas da Bairrada

20 de Março 2024 Rádio Regional do Centro: Universidade de Coimbra avalia uso de pesticidas em vinhas da Bairrada

Foto: equipa de investigadores na apresentação do projeto na Holanda

 

Investigadores da Universidade de Coimbra vão avaliar o impacto da utilização de produtos fitofarmacêuticos na biodiversidade das vinhas da Bairrada, no âmbito de um projecto com cinco milhões de euros de financiamento.

De acordo com o docente do Departamento de Ciências da Vida (DCV) e investigador do Centro de Ecologia Funcional (CFE) José Paulo Sousa, este projecto pretende contribuir para uma avaliação de risco dos produtos fitofarmacêuticos de forma holística, ao contrário da avaliação que é feita actualmente, produto a produto.

“Vamos olhar para a utilização destes compostos de uma forma integrada, em contextos específicos, tendo em conta outros factores que podem alterar o seu impacto”.

A equipa de investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) irá trabalhar no projecto “Syberac – Mitigating the impacts of Chemicsls on Biodiversity”, que vai decorrer nos próximos quatro anos.

O projecto recebeu um financiamento global de cerca de cinco milhões de euros por parte da Comissão Europeia, no âmbito do Programa Horizonte Europa.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o coordenador do projecto na Universidade de Coimbra (UC) explicou que pretendem perceber qual o efeito da composição e estrutura da paisagem e das práticas agrícolas ao nível do risco que os pesticidas têm na fauna auxiliar.

“Estes são os agentes que fazem o controlo biológico das pragas, e na fauna de solo, para a saúde do solo”.

Para compreender o nível de exposição dos organismos aos pesticidas e até que ponto pode haver efeito dessa exposição em diferentes contextos de paisagem, os investigadores da FCTUC vão monitorizar a fauna auxiliar e de solo, assim como recolher amostras de solo e de vegetação, dentro e fora das vinhas.

“Acreditamos que o que for desenvolvido ao longo deste projecto pode auxiliar não só no cumprimento das metas traçadas por diferentes regulamentações europeias, mas também no desenvolvimento de novas abordagens para a avaliação de risco de pesticidas a nível europeu”, evidenciou José Paulo Sousa.

Segundo o investigador, o estudo pretende ainda contribuir para um aumento da adopção de práticas de gestão ambientalmente sustentáveis no sector vitivinícola.

O projecto Syberac é coordenado pela Universidade de Wageningen, na Holanda, e conta com a participação total de 12 instituições de vários países da Europa.

Em Portugal, a UC conta com a colaboração de actores locais, como as Caves Aliança, a Vadio Wines Unipessoal, Lda. e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM