COIMBRA,16 de Junho de 2024

ULS Coimbra é a primeira do país com ferramenta mundial de apoio à decisão clínica

7 de Fevereiro 2024 Rádio Regional do Centro: ULS Coimbra é a primeira do país com ferramenta mundial de apoio à decisão clínica

A Unidade de Saúde Local (ULS) de Coimbra foi a primeira, em Portugal, a subscrever aquela que é considerada uma das melhores ferramentas mundiais de apoio à decisão clínica, que é actualizada diariamente.

A BJM Best Practice é uma ferramenta ‘online’, criada em 2009, nos EUA, e actualmente utilizada por mais de meio milhão de profissionais de saúde em 60 países. Incorpora um Gestor de Comorbidades (Comorbidities Manager, no original em inglês), uma condição clínica relacionada com a coexistência de duas ou mais doenças na mesma pessoa.

A ferramenta “fornece orientações, passo a passo, sobre diagnóstico, tratamento e prevenção, sendo diariamente actualizada, através de uma metodologia robusta baseada em evidências e na opinião de especialistas”, sublinha a ULS Coimbra.

“Sendo a investigação, o conhecimento científico e a inovação áreas que privilegiamos em todas as nossas unidades de saúde não podíamos deixar de disponibilizar esta ferramenta, uma das melhores do mundo, às nossas equipas”, afirma Alexandre Lourenço, presidente do Conselho de Administração da ULS Coimbra.

Aquela entidade, acrescentou, “faz questão de dotar os seus profissionais de saúde de ferramentas que os ajudem no seu trabalho”, de forma a assegurar “a elevada qualidade e diferenciação dos cuidados de saúde” que presta à população.

O novo modelo da ULS reúne, em Coimbra, os Hospitais da Universidade, dos Covões, Pediátrico e Sobral Cid, as Maternidades Bissaya Barreto e Daniel de Matos, o Centro de Reabilitação Rovisco Pais (Tocha, Cantanhede) e o Hospital Arcebispo João Crisóstomo (Cantanhede), para além de 26 centros de saúde de 21 municípios dos agrupamentos do Baixo Mondego e Pinhal Interior Norte.

“Neste novo modelo de Unidade Local de Saúde, que visa incrementar a proximidade e a integração de respostas, o recurso a ferramentas que nos permitam optimizar recursos faz ainda mais sentido”, destaca, igualmente, Cláudia Nazareth, directora clínica da ULS Coimbra.

“Também por esse motivo, mas especialmente porque sabemos que o BMJ Best Practice ajudará a nossa equipa a prestar melhores cuidados de saúde, é com satisfação que disponibilizamos esta ferramenta aos nossos profissionais, principalmente quando somos os primeiros do país a fazê-lo”, vincou.

Por seu turno, Helena Donato, directora do Serviço de Documentação e Informação Científica da ULS Coimbra, argumenta que o acesso ao BMJ Best Practice para apoio à prática clínica permite aos profissionais de saúde terem “uma ferramenta muito útil que vai ajudá-los a responder às necessidades dos doentes, complexas e em constante desenvolvimento”.

“É, também, uma forma de maximizar recursos e, consequentemente, prestar melhores cuidados, com melhores resultados para os nossos doentes”, observou.

No início do mês, cerca de 500 profissionais da ULS Coimbra participaram numa formação ‘online’ sobre o software de origem norte-americana, “para um melhor entendimento de como os algoritmos de tratamento e o gestor de comorbidades podem ajudar nas diferentes etapas da prestação de cuidados”, adianta a ULS.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM