COIMBRA,16 de Abril de 2024

Teatro Amador em Portunhos, Zambujal, Cordinhã e Sanguinheira

2 de Março 2024 Rádio Regional do Centro: Teatro Amador em Portunhos, Zambujal, Cordinhã e Sanguinheira

O Ciclo de Teatro Amador do Concelho de Cantanhede tem agendados para este fim de semana mais quatro espetáculos, desta vez em Portunhos, Zambujal, Cordinhã e Sanguinheira.
Sábado, dia 02, às 21h30, é a vez do Grupo de Teatro Pedra Rija de Portunhos subir ao palco do salão da Fundação Ferreira Freire para estrear “De um caso, virá um dia… virá”, uma adaptação de Mário Marques e Sílvia Santos.
A peça foi construída a partir de várias referências como “O meu caso”, de José Régio, e de “Virá um dia, virá”, de António Cabral, cujos textos têm algo em comum: o
egocentrismo da sociedade, em que cada um é ou quer ser “senhor do seu nariz” e em que o pequeno está sempre tramado. O enredo não conta uma história com princípio, meio e fim, mas apresenta uma sucessão de várias cenas, destacando em cada uma delas um determinado aspeto condenável da nossa sociedade.
Inspirada também na obra “A noite”, de José Saramago, a acção situa-se nos tempos da Revolução do “25 de Abril de 1974” e recorda a censura da informação, assim como a perseguição a quem pensa ou age de forma diferente.
“Para pôr as coisas no seu devido lugar e não no lugar onde estão, só com uma revolução, incluindo de mentalidades, que ‘virá um dia, virá’”, refere a sinopse.

No mesmo dia, igualmente à mesma hora, o Grupo de Teatro Amador da Tocha vai apresentar “Casamento do TPM ao Viagra”, uma comédia de Alcir Nicolau, no salão da Associação Cultural e Recreativa do Zambujal. Os atores interpretam um casal, um casamento, o dia-a-dia, onde as manias, os desejos, as teimosias e as necessidades se tornam plurais.

Ainda no sábado, às 21h30, o grupo Resistência Teatro e Produções representa “Lendas Distantes”, de Manuel Tomé, no salão da Junta de Freguesia da Cordinhã. Trata-se de uma história baseada em relatos e testemunhos de pessoas que viveram a época dos anos 50, sendo que o enredo e as histórias são criados, mas as vivências e os hábitos são reais.

A peça “Sonho de uma Noite de Verão”, de William Shakespeare, será interpretada também sábado, às 21h30, pelo Clube União Vilanovense, no salão Paroquial da Sanguinheira. Esta adaptação de Alexandra Santos desenrola-se num cenário de encontros e desencontros, em que dois casais de namorados “passam por inúmeras peripécias, devido à falta de jeito de um ser mágico que troca todas as ordens que lhe são dadas. A par disso, um grupo de teatro prepara uma peça para o rei e rainha que também andam meio desencontrados”.

A edição de 2024 do Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede decorre até Abril com a participação de 17 grupos cénicos e mais de 300 atores e outros intervenientes.

De acordo com o modelo definido para esta acção de dinamização cultural, as associações que integram a iniciativa realizam dois espetáculos, um na sua comunidade, outro na “casa” de outra entidade envolvida.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM