COIMBRA,1 de Março de 2024

Pedra de Ançã ambiciona distinção como Património Mundial

16 de Fevereiro 2023 Rádio Regional do Centro: Pedra de Ançã ambiciona distinção como Património Mundial

O Centro de Geociências da Universidade de Coimbra está a desenvolver uma candidatura do calcário de Ançã, daquela vila do concelho de Cantanhede, à designação de Pedra Património Mundial.

O início do processo desta candidatura académica, de âmbito científico, será concebido pelo Centro de Geociências da Universidade de Coimbra ao Global Heritage Stone Resource (GHSR).

A Global Heritage Stone Resource é uma designação científica criada e gerida pela Heritage Stone Subcommission (sob os auspícios da International Union of Geological Sciences/International Association for Engineering Geology and the Environment) para “incrementar o conhecimento geológico, uso e conservação de pedras naturais de importância histórica em todo o mundo”.

“Esta atribuição visa o reconhecimento internacional das pedras naturais que enquanto recurso geológico alcançaram uma utilização generalizada na cultura humana”, disse o vice-presidente e também vereador com o pelouro da Cultura, do município de Cantanhede, Pedro Cardoso.

A reunião para oficializar a candidatura decorreu na segunda-feira (13), na sede da Junta de Freguesia de Ançã, com a presença do presidente da Junta, Cláudio Cardoso, a directora do Centro de Geociências da Universidade de Coimbra, Maria Helena Henriques, as doutorandas Patrícia João e Salomé Custódio, e ainda o membro do conselho da “IUGS Subcommission: Heritage Stones” da UNESCO, David Martin Freire.

A candidatura será apresentada pelo Centro de Geociências da Universidade de Coimbra (GUCC), na Assembleia Geral da União Europeia de Geociências em Viena, na Áustria, no mês de Abril.

São parceiros desta iniciativa o município de Cantanhede, o Museu da Pedra, assim como a Junta de Freguesia de Ançã.

Pedro Cardoso lembrou ainda a importância do concelho de Cantanhede, juntamente com Figueira da Foz, Mira, Montemor-o-Velho, Mealhada e Penacova, integrarem actualmente num projecto com vista ao estabelecimento do Geoparque Atlântico e ao seu reconhecimento por parte da UNESCO na Rede Mundial de Geoparques.

“Nesse contexto, o calcário de Ançã desempenhará um papel emblemático enquanto recurso geológico de excelência desta região”, frisou.

Esta candidatura é o “primeiro passo fundamental para a valorização deste nosso pilar identitário, que é o nosso calcário de Ançã, assim como a vila que lhe dá o nome, o concelho e a região. Um justo reconhecimento ao calcário com que foi feito grande parte do nosso património edificado, algum do qual, nomeadamente a parte escultórica, muito dela classificada como património da Humanidade, para além da parte utilitária e de construção”, disse à agência Lusa o Junta de Freguesia de Ançã.

Cláudio Cardoso acrescentou ainda que esta candidatura traduz também uma forma de homenagear “todos os que pegaram nesta pedra de Ançã” e que a transformaram em “obras-primas”.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM