COIMBRA,24 de Fevereiro de 2024

Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil promovem produto “astroturismo” na FITUR

27 de Janeiro 2024 Rádio Regional do Centro: Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil promovem produto “astroturismo” na FITUR

Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil, estão a participar na FITUR 2024, em conjunto com todos os municípios (19) que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, em stand próprio da CIM, no Pavilhão 4. Para além de comunicações individuais por parte dos municípios, decorreram, também, comunicações temáticas que ligam municípios entre si. É o caso do produto “astroturismo” e do projecto “A um palmo do céu”, que liga Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil.
Desse modo, estes três concelhos uniram-se para comunicar, uma vez mais, que o céu não é todo igual, ou melhor, não se vê de modo igual em todo o lado, convidando o público presente a olhar para cima, pois nestes territórios pode-se observar o que já não é possível em mais lado algum. Uma das condições que mais compromete a disponibilidade de um Céu Nocturno de qualidade é a poluição luminosa. O brilho e o reflexo das luzes das cidades e das áreas metropolitanas “apaga” a luz das estrelas. É como se ficássemos encandeados, com muita luz entre os nossos olhos e o firmamento,
que sem dar por isso deixámos de contemplar.
Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil, sendo territórios de montanha, rendilhados por vales e valeiros, com povoamento disperso e assente numa matriz proeminentemente de aldeias, cuja localização geográfica fica “atrás” das serras da Lousã e do Açor, que tapam o brilho das luzes das cidades do litoral, e o relevo, aliado ao tipo de povoamento, garante que ainda existe o ambiente nocturno primordial, que nos permite observar o esplendor do firmamento e maravilharmo-nos com o brilho das estrelas. Parecem estar tão perto, que quase lhes podemos tocar!
É graças a estas condições naturais, que Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil, estão num privilegiado observatório natural, “A Um Palmo do Céu”, com condições de excelência em termos de visibilidade, transparência e escuridão do céu, devidamente reconhecidas em 2019, quando a Fundação Starlight atribuiu às Aldeias do Xisto a certificação “Destino Turístico Starlight”, localizando-se estes territórios no centro desta certificação internacional, representando a sua “zona mais escura”, a que reúne as melhores condições naturais de observação.

Num mundo cada vez mais frenético, vamo-nos desligando, quase sem dar por isso, de muitas fontes de estímulo e criatividade, que nos permitem conhecer melhor o nosso mundo e a nós próprios. Neste mundo mais acelerado precisamos ser mais humanos e restabelecer ligações connosco próprios e com o que está à nossa volta. É por esta razão que Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil, participaram na FITUR 2024 para promover este imenso e ainda desconhecido recurso turístico de “céu escuro”. Nestes territórios é possível observar a Via Láctea a olho nu assim como estrelas que não sabíamos que existiam. De modo a aumentar o conhecimento sobre os astros, propõe-se a possibilidade de inscrição em eventos de observação guiada, que decorrem nas aldeias destes concelhos ou mesmo em locais onde é necessário ir a pé ou de canoa!
Imagine ir ao céu, sem tirar os pés da Terra. Passar uma noite, em silêncio, coberto por um manto de estrelas. Partir à descoberta de um universo distante, aqui tão perto, bem no Centro de Portugal, em Pampilhosa da Serra, Góis e Arganil. Saiba mais em www.aumpalmodoceu.pt.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM