COIMBRA,16 de Abril de 2024

Mais de 160 actores recriaram Paixão de Cristo em Pedrógão Grande

23 de Março 2018 Rádio Regional do Centro: Mais de 160 actores recriaram Paixão de Cristo em Pedrógão Grande

Dezenas de pessoas acorreram a Pedrógão Grande para assistir à recriação da Paixão de Cristo, um dos pontos altos desta quadra de preparação para a Páscoa.

Foi com a entrada triunfal em Jerusalém que a Paróquia de São Bartolomeu de Tadim, em Braga, iniciou este sábado à noite, na envolvente da Capela do Calvário, em Pedrógão Grande, a recriação da Paixão de Cristo, uma caminhada que historicamente se situa entre esta cena da vida de Jesus e a sua ressurreição, depois de padecer até ao calvário.

Ao longo de mais de duas horas, foram 14 os quadros cénicos recriados a rigor pelos 160 actores envolvidos neste evento para católicos e não só. Dezenas de pedroguenses e visitantes acompanharam esta caminhada misturando-se com os actores, quais figurantes numa perfeita sintonia que testemunhou a forma como as pessoas se envolveram nesta recriação. “Nunca vi coisa assim”, ouviu-se várias vezes ao longo da recriação, na certeza que dificilmente haverá palavras que consigam fazer jus aos momentos vivenciados em Pedrógão Grande nesta noite.

Depois da Capela do Calvário os restantes quadros cénicos realizaram-se em vários pontos da vila, terminando junto à Igreja Matriz onde se situou o calvário e no terraço do Recreio Pedroguense, onde se deu a ressurreição, perante o entusiasmo das dezenas de pessoas que acompanharam a recriação.

Esta encenação dos últimos momentos da vida de Jesus Cristo é apresentada, desde 2009, todos os anos na freguesia de Tadim, envolvendo toda a comunidade paroquial na elaboração de cenários e produção de adereços, guarda-roupa e acessórios. Nada nem nenhum personagem bíblico são deixados ao acaso. A encenação é da responsabilidade de um grupo da comunidade de Tadim que pretendeu semear a esperança e trazer a Paixão de Cristo até à região de Pedrógão Grande, estando com este objectivo há praticamente três meses a trabalhar de forma intensa para preparar esta encenação que será também apresentada na própria localidade no dia 25 de Março.

Toda a produção do espectáculo, desde a produção de cenários, a criação do guarda-roupa, a caracterização e adereços, assim como a montagem dos diversos palcos, esteve a cargo do grupo, numa verdadeira imagem de espírito comunitário e cristão. O grupo de 160 actores emergido da comunidade local de Tadim, de ano para ano conta com maior adesão de pessoas figurantes/actores e integra pessoas de todas as idades.

A encenação é promovida pela paróquia de Tadim e conta com o apoio da Junta de Freguesia local, do Município de Braga e de várias empresas locais que tornaram possível a concretização deste projecto espiritual, mas também cultural.

O objectivo da encenação, explica o coordenador do evento, Bruno Ferreira, é “ajudar todos os membros da comunidade a compreender que a vivência da fé não é um peso, mas uma fonte de alegria profunda”. “Temos que inventar formas de cativar os paroquianos e levá-los a assumirem compromissos na comunidade”.

“Evangelizar e aprofundar o sentido de pertença à comunidade e combater uma certa cultura religiosa do imóvel, apático, dentro de um mundo que é mudança” constituem as prioridades desta dramatização, considera o pároco de Tadim, João Torres, que acompanhou a comunidade nesta deslocação a Pedrógão Grande. Padre João Torres que idealizou esta Recriação e que, curiosamente, é também o criador do famoso Presépio de Priscos.

Este ano, nas celebrações dos Passos e Semana Santa 2018 em Pedrógão Grande logo após a Procissão do Senhor dos Passos, foi introduzido no programa a Encenação da Via Lucis (Caminho da Luz) pelas ruas da Vila. A Via Lucis é uma proposta de oração que, paralelamente à Via Crucis, nos introduz na contemplação do Ressuscitado, através de 14 estações inspiradas nos textos dos Evangelhos, dos Actos dos Apóstolos e das Cartas de São Paulo.

As celebrações dos Passos e Semana Santa 2018 em Pedrógão Grande, arrancaram a 17 Março e estendem-se até 1 de Abril, perpectuando uma tradição que é fortemente vivida na vila, estruturada num conjunto de momentos religiosos particularmente marcantes na comunidade, que nestes dias se transforma para receber os mistérios da Fé.

As solenidades iniciaram-se com a Procissão do Senhor dos Passos que consiste em levar a imagem do Senhor dos Passos da Capela do Calvário, no Largo da Devesa, para a Igreja Matriz.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM