COIMBRA,16 de Junho de 2024

Estudantes exigem reabilitação e segurança de espaços na Universidade de Coimbra

13 de Fevereiro 2023 Rádio Regional do Centro: Estudantes exigem reabilitação e segurança de espaços na Universidade de Coimbra

Várias dezenas de estudantes manifestaram-se hoje (13), em frente ao edifício das Cantinas Azuis, contra a falta de preservação dos espaços da Universidade de Coimbra (UC), após a queda da cobertura da cantina, na sexta-feira.

“Hoje, em específico, o que estamos a fazer é uma acção simbólica de protesto, relativamente ao acontecimento da passada sexta-feira, em que caiu a pala de entrada da Cantina Azul”, disse o presidente da Direcção-Geral da Associação Académica de Coimbra (AAC), João Pedro Caseiro.

A AAC disponibilizou capacetes à comunidade estudantil que necessitar de os utilizar para se sentir mais protegida na frequência de edificado da UC e organizou um almoço comunitário em frente àquela cantina.

“Aquilo que queremos transmitir é a nossa insatisfação para com a falta de manutenção, preservação e até mesmo reabilitação de espaços. O que aconteceu na passada sexta-feira, aconteceu nas cantinas azuis, mas é algo que espelha, a nosso ver, no nosso entendimento, um problema estrutural em toda a Universidade de Coimbra, que é o seu edificado”, sublinhou.

João Pedro Caseiro aproveitou a ocasião para lembrar que o ocorrido é um reflexo do subfinanciamento governamental do ensino superior e das verbas alocadas à acção social e ao edificado das instituições de Ensino Superior (IES).

“A verdade é que não há apoio governamental alocado, através do Orçamento do Estado para estes fins e é algo que está cronicamente mal e também queremos, naturalmente, uma responsabilização por parte da UC face ao ocorrido”, acrescentou.

No ano em que se celebra 10 anos da classificação da Universidade como património mundial da UNESCO, a AAC exige um maior investimento nos espaços considerados património, sendo prioritária a preservação, manutenção e reabilitação, com a devida segurança do edificado da UC.

O presidente da Direcção-Geral da AAC deu ainda nota de outros espaços existentes, que foram construídos na mesma altura, frequentados por estudantes, docentes e técnicos, que estão em condições de seguranças “questionáveis”, como, por exemplo, a antigas Cantinas dos Grelhados, as antigas lavandarias do dos Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra (SASUC) ou o edifício sede da AAC.

“Os grandes problemas, em termos de edificado, residem aqui, no pólo I, principalmente neste quarteirão”, sustentou o dirigente associativo.

Questionado acerca a posição da UC, João Pedro Caseiro referiu que falou com o Reitor da Universidade de Coimbra, que se mostrou “preocupado” face ao sucedido, tendo assegurado que serão avaliadas as condições de segurança de infra-estruturas similares.

João Pedro Caseiro apelou a que haja, por parte da Universidade, um comunicado identificando os respectivos responsáveis dirigentes/tutelares relativamente ao acontecimento.

A cobertura da entrada da Cantina Central (Azuis) dos Serviços de Acção Social da Universidade de Coimbra (SASUC) que caiu na sexta-feira sem provocar feridos.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM