COIMBRA,24 de Abril de 2024

Escola Superior de Enfermagem de Coimbra é parceira em projecto europeu

26 de Outubro 2022 Rádio Regional do Centro: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra é parceira em projecto europeu

Estudantes de Enfermagem, de Medicina e de Psicologia, da União Europeia, vão poder beneficiar de uma ferramenta de aprendizagem que tem por base o vídeo 360º (também denominado vídeo imersivo), com vista a desenvolverem competências de comunicação em cuidados de saúde pediátricos num projeto cofinanciado pela União Europeia que junta instituições de quatro países: Bélgica, França, Portugal e Roménia.

O objectivo será permitir, aos futuros profissionais, o desenvolvimento e o treino de habilidades de comunicação a partir de cenários gravados e coconstruídos, de forma colaborativa, com cuidadores, crianças e pais, tendo como foco principal de atenção as especificidades dos mais pequenos (idade, desenvolvimento psicomotor e cognitivo).

Este instrumento pedagógico será parte integrante de um sistema de ensino híbrido – com momentos de contacto presencial e outros a partir de uma plataforma de aprendizagem digital – que está a ser construído por um grupo de cinco instituições europeias, no qual a Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) e a respetiva Unidade de Investigação em Ciências da Saúde: Enfermagem (UICISA: E) se incluem.

“SIMUCARE‐Immersion – Imersão 360° com o paciente parceiro para mobilizar os conceitos e competência comunicacional em pediatria na formação inicial na área médica e paramédica”, assim se designa este projecto liderado pelo Departamento Paramédico da Haute Ecole Libre Mosane (Bélgica) e que, além da ESEnfC, envolve a parceria de mais três instituições de ensino superior: Faculdade de Medicina da Universidade Côte D’Azur (França), Faculdade de Psicologia, Fonoaudiologia e Ciências da Educação da Universidade de Liège, (também na Bélgica) e Universidade de Medicina e Farmácia Iuliu Hatieganu Cluj-Napoca (Roménia).

O projecto SIMUCARE‐Immersion «centra‐se numa ferramenta de simulação pouco descrita e estudada, o vídeo 360°», mas que «é particularmente adequada para envolver os alunos em situações profissionais próximas da realidade, possibilitando uma experiência que permitirá desenvolver habilidades comunicacionais verbais e não verbais, como a postura, empatia, assertividade e reflexividade», refere o investigador Luís Manuel da Cunha Batalha, que coordena a participação da ESEnfC nesta iniciativa. Para o professor Luís Batalha, especialista em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica, o projecto segue «a tendência de os cuidados em saúde integrarem o paciente nas suas equipas» e, bem assim, «de, no ensino superior, se envolver o paciente como parceiro na investigação e na coconstrução de actividades de aprendizagem». Um envolvimento que, conclui o investigador da ESEnfC, «irá melhorar a saúde das populações e criar ambientes de ensino mais humanistas».

O sistema de ensino híbrido em construção (que será, depois, testado e validado) estará, também, acessível a qualquer profissional de saúde que queira desenvolver habilidades de comunicação em pediatria, praticando de forma livre e independente. O projecto, para três anos (a concluir em 2025), é cofinanciado pela União Europeia, através do programa
Erasmus +.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM