COIMBRA,24 de Maio de 2024

Diogo Ribeiro “sem palavras” após prata nos 50 mariposa dos Mundiais de natação

25 de Julho 2023 Rádio Regional do Centro: Diogo Ribeiro “sem palavras” após prata nos 50 mariposa dos Mundiais de natação

O nadador português Diogo Ribeiro, primeiro medalhado de Portugal em Mundiais de natação com a prata de ontem nos 50 metros mariposa em Fukuoka, mostrou-se “sem palavras” por ser vice-campeão mundial da distância.

“Estou sem palavras, ainda não acredito”, admitiu o jovem de 18 anos, citado pela Federação Portuguesa de Natação.

O feito histórico do jovem, recordista mundial júnior da distância, foi conseguido com um tempo de 22,80 segundos, novo recorde nacional, atrás do italiano Thomas Ceccon (22,68) e à frente do francês Maxime Grousset (22,82), terceiro.

“Sabia que podia sonhar”, resumiu o nadador.

Diogo Ribeiro, natural de Coimbra e actualmente a representar o Benfica, pretende seguir em Fukuoka a “encarar uma prova de cada vez”, e o campeão mundial júnior dos 100 mariposa e dos 50 livres promete apenas “estar focado e dar tudo”.

O feito do jovem, já apurado para os Jogos Olímpicos Paris2024 (50 livres, 100 livres, 100 mariposa), é conseguido logo na estreia em Mundiais sénior, fazendo história ao conseguir o que Portugal nunca tinha logrado, um pódio em campeonatos do Mundo de qualquer das disciplinas (natação pura, águas abertas, artística, saltos e polo aquático).

Melhora o quinto lugar de Alexandre Yokochi nos 200 metros bruços em Madrid1986, sendo que Ana Barros, oitava nos 50 costas em Perth1991, tinha sido a outra finalista lusa em Mundiais.

Esta é a segunda medalha de Diogo Ribeiro em competições seniores, depois de ter sido terceiro nos Europeus de 2022, em Roma, na mesma distância, apenas a terceira medalha portuguesa em campeonatos da Europa, depois de Yokochi, bronze em Sofia1985 (200 costas), e Alexis Santos, em Londres2016 (200 estilos).

Para Portugal, o evento em Fukuoka, Japão, está a ter vários momentos de relevo, e hoje, além da prata, João Costa conseguiu um novo recorde nacional e marca de qualificação para Paris2024, nos 100 metros costas.

Angélica André tinha sido quarta na prova de cinco quilómetros nas águas abertas, que era, até aqui, o melhor resultado de sempre para Portugal, e Cheila Vieira e Maria Beatriz Gonçalves conseguiram o 11.º lugar na final de dueto técnico no campeonato do Mundo de natação artística.

Os Mundiais de natação decorrem até ao próximo domingo em Fukuoka, no Japão.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM