COIMBRA,18 de Maio de 2024

Dia Mundial do Cancro: o compromisso do IPO de Coimbra na luta contra a doença

29 de Janeiro 2024 Rádio Regional do Centro: Dia Mundial do Cancro: o compromisso do IPO de Coimbra na luta contra a doença

@Margarida Ornelas Presidente do Conselho de Administração do IPO de Coimbra

No dia 4 de Fevereiro, o mundo une-se para assinalar o Dia Mundial do Cancro, uma iniciativa criada durante a “World Summit Against Cancer for the New Millennium” realizada em Paris, no ano 2000, pela União Internacional de Controlo do Cancro (UICC). Esta data anual tem como objectivo sensibilizar, educar e promover a acção individual e colectiva na luta contra o cancro.

Em Portugal, onde o cancro é a segunda principal causa de morte, o Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil, E.P.E. (IPOCFG, E.P.E.), destaca-se como uma instituição essencial na prestação de cuidados de saúde e está profundamente envolvido nesta luta.

Desafios e progressos na luta contra o cancro

Portugal enfrenta grandes desafios no que diz respeito ao cancro. Embora a incidência estimada seja uma das mais baixas na União Europeia, poucas melhorias na mortalidade foram observadas na última década. O consumo de álcool, o excesso de peso e a obesidade são preocupações de saúde pública, mas têm sido implementados programas alinhados com o Plano Nacional de Saúde.

Os programas de rastreio de base populacional para os cancros da mama, colo do útero e colorretal estão bem estabelecidos, embora o rastreio do cancro colorretal exija maior investimento para aumentar a cobertura geográfica. Portugal tem custos per capita mais baixos em cuidados oncológicos, mas taxas de sobrevivência superiores à média da UE.

O cancro do pulmão permanece o mais mortífero em Portugal, causando 4.600 mortes por ano. Estatísticas oficiais (OECD (2023), Perfil sobre cancro por país: Portugal 2023, EU Country Cancer Profiles, OECD Publishing, Paris, https://doi.org/10.1787/40186a6b-pt) revelam que mais de 80% dos doentes fumam ou já fumaram e a idade é um factor de risco significativo. O diagnóstico precoce é fundamental, mas os desafios persistem, especialmente em doentes mais jovens.

Plano Europeu de Luta contra o Cancro e a campanha “Por cuidados mais justos”

A Comissão Europeia lançou o “Plano Europeu de Luta contra o Cancro”, destacando a prevenção, diagnóstico precoce, tratamento e cuidados continuados. A campanha “Por cuidados mais justos”, que decorre de 2022 a 2024, pretende criar consciência sobre a lacuna de equidade no acesso a diagnóstico e tratamentos oncológicos.

A iniciativa, denominada “Close the Care Gap – Por cuidados mais justos,” foi apresentada como uma campanha trianual tendo como objectivo inspirar mudanças e mobilizar acções que se prolonguem para além do próprio Dia Mundial do Cancro.

O tema central da campanha é “conhecer, agir e desafiar”. Cada ano da campanha é dedicado a abordar um aspecto específico deste tema tríplice. O ano de 2022 focou-se no conhecimento, procurando consciencializar o público sobre a lacuna de equidade no acesso aos cuidados oncológicos. Em 2023, a ênfase foi na acção, instigando mudanças práticas e implementando estratégias para reduzir as disparidades. Finalmente, 2024 desafiará a comunidade a continuar a luta pela equidade na saúde, mesmo após o término da campanha.

 

IPO de Coimbra: uma instituição de referência na luta contra o cancro na região Centro

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra, uma referência na prestação de cuidados de saúde, falou com o Campeão das Províncias revelando alguns desenvolvimentos ocorridos em 2023 e desafios para o ano de 2024.

No ano de 2023, o IPO de Coimbra testemunhou um aumento no número de doentes, abrangendo praticamente todas as patologias em comparação com o ano anterior. Através da avaliação em consulta de decisão terapêutica, foram avaliados 4.653 doentes, reflectindo a confiança da população na instituição para o diagnóstico e tratamento da doença oncológica.

Taxas de sucesso, resultados em recursos humanos e Investigação

As taxas de sucesso nos tratamentos e na recuperação dos pacientes no IPO de Coimbra estão alinhadas com os padrões descritos na literatura oncológica. “Quanto aos resultados alcançados, podemos afirmar que os mesmos estão alinhados com os descritos na literatura, sendo sobreponíveis com os alcançados noutros centros oncológicos congéneres”, refere a Instituição.

No que diz respeito aos recursos humanos, o IPO de Coimbra tem implementado diversas acções, incluindo medidas de envolvimento e sentido corporativo, formação contínua, avaliação de desempenho e reconhecimento. “Entendemos esta questão como um dos eixos estratégicos primordiais, pelo que têm sido promovidas diversas ações, a este nível, com vista à captação de recursos e à coesão interna, à capacitação e motivação dos profissionais, concretamente: medidas de reforço do envolvimento e sentido corporativo; formação, visando a melhoria e a renovação de competências; adopção de mecanismos de avaliação e estratégias de reconhecimento; requalificação de espaços de trabalho e estabelecimento de compromissos assentes em processos de contratualização interna com os serviços”, sublinha o IPO de Coimbra.

A instituição também se destaca como Clinical Cancer Center desde 2011, acreditada pela Organisation of European Cancer Institutes (OECI). Como medidas promotoras de projectos de investigação da iniciativa do investigador, o IPO de Coimbra disponibiliza, a todos os seus profissionais, um serviço de consultoria científica, na área da estatística, para apoio à elaboração de projectos de investigação e de publicações científicas, bem como apoio para medical writer, como medida promotora da produção científica.

Requalificação do edifício de Cirurgia e Imagiologia no IPO de Coimbra

O Instituto Português de Oncologia de Coimbra também revelou avanços substanciais na empreitada de requalificação do edifício de Cirurgia e Imagiologia, um projecto que visa elevar os padrões de qualidade e segurança dos cuidados prestados.

Neste momento, as actualizações apontam para a conclusão da estrutura do edifício, incluindo alvenarias exteriores e a impermeabilização da cobertura. No entanto, o trabalho não para por aí, com o interior do edifício a ser palco de intensa actividade.

As redes das especialidades, que abrangem água, instalações eléctricas, aquecimento, ar e ventilação, telecomunicações e segurança integrada, estão a ser meticulosamente executadas. Este processo assegura que todas as infra-estruturas essenciais estejam alinhadas com os mais elevados padrões de segurança e funcionalidade.

Além disso, no interior, estão em curso os trabalhos relacionados com a drenagem de águas pluviais e residuais, um aspecto fundamental para garantir a sustentabilidade ambiental do edifício renovado. No exterior, a transformação também está em pleno andamento.

Desafios promissores para 2024

O ano de 2024 apresenta desafios empolgantes para o IPO de Coimbra. A conclusão da requalificação do edifício de Cirurgia e Imagiologia é o investimento de destaque, prometendo melhorar a qualidade e a área de prestação de cuidados.

“É o investimento mais relevante, inscrito no nosso Plano Plurianual de Investimentos, sendo, por isso, a sua concretização, o principal desafio, já que o novo edifício permitirá melhorar a qualidade e segurança dos cuidados prestados e aumentará a área de prestação directa de cuidados, face ao anterior edifício, em cerca de 32%”, afirma o Instituto.

Nos últimos três anos, o IPO de Coimbra canalizou um investimento substancial, totalizando 23,5 milhões de euros, para impulsionar o crescimento e a modernização.

Antevendo as necessidades futuras, o IPO de Coimbra delineou que, para 2024, uma das principais prioridades é garantir que o novo edifício, alvo de requalificação, esteja devidamente apetrechado. Este esforço incluirá a actualização e o reforço da infra-estrutura tecnológica, com destaque para a aquisição de equipamentos médicos pesados.

No âmbito deste projecto, o IPO de Coimbra irá concentrar-se na modernização dos serviços de Imagiologia e Medicina Nuclear. A instituição está em fase final de um concurso público para a aquisição de dois equipamentos de Tomografia Computorizada (TC) multicorte, além de uma Câmara Gama com tecnologia híbrida de tomografia computorizada – SPECT/CT. Estes investimentos são fundamentais para assegurar diagnósticos precisos e tratamentos eficazes.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM