COIMBRA,18 de Julho de 2024

Dia da Mulher dedicado à prevenção dos cancros mais frequentes

5 de Março 2024 Rádio Regional do Centro: Dia da Mulher dedicado à prevenção dos cancros mais frequentes

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) assinala o Dia Internacional da Mulher (8 de Março) através da sensibilização para a prevenção dos cancros mais incidentes na mulher e da realização de um ciclo de workshops, sexta-feira e sábado, nas várias extensões do Movimento Vencer e Viver que apoia a mulher, familiares e amigos, desde o momento em que é diagnosticado um cancro da mama.

Os workshops – em Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Covilhã, Guarda, Leiria e Viseu – são gratuitos e presenciais e envolvem voluntárias, utentes e profissionais, incidindo sobre temáticas como a sexualidade, cuidados de beleza, micropigmentação, exercício físico, linfedema, recuperação pélvica, expressão dramática, entre outros. As informações referentes a cada um dos workshops e o formulário de inscrição estão disponíveis em .

 

Prevenção do cancro na mulher

 

Dos 60.467 novos casos de cancro diagnosticados em Portugal em 2020, 26.673 (44%) eram mulheres. A Organização Mundial da Saúde dá conta de que o cancro da mama, colorretal, pulmão, tiroide e do colo do útero são os cinco tipos de cancro mais comuns em mulheres. Nota, ainda, para o cancro do ovário que, não sendo dos mais incidentes, é “silencioso” e o seu diagnóstico, é, normalmente, realizado em estágios avançados, pelo que se aconselha uma vigilância regular pelo ginecologista.

Existem, no entanto, formas de condicionar o aumento de novos casos de cancro. Sabe-se que cerca de 40% dos cancros podem ser prevenidos com mudanças no estilo de vida e a participação em programas de rastreio.

Conhecer os tipos de cancro que mais afetam o sexo feminino pode ser a chave para os prevenir e diagnosticar atempadamente.

 

Os cinco cancros mais comuns na mulher

 

Cancro da mama – É um dos tipos de cancro com maior prevalência no sexo feminino, sendo detectados, anualmente, 7.000 novos casos em Portugal. Destaque para a importância do diagnóstico precoce, nomeadamente através de programa de rastreio de Cancro da Mama, dirigido a mulheres com idade compreendida entre os 50 e os 69 anos, através do qual é possível descobrir tumores muito pequenos (muitas vezes não palpáveis e só vistos em mamografia ou ecografia ou em fase evolutiva não invasiva). A prevenção do cancro da mama passa por uma dieta equilibrada, prática de exercício físico, não fumar, não consumir álcool em excesso.

Cancro colorrectal – Só em 2020, 17,4% dos novos casos de cancro detectados em mulheres eram casos de cancro colorrectal. Embora esta doença possa afetar pessoas de todas as idades, é um dos tipos de cancro mais comuns nas pessoas com idade superior a 50 anos. Os programas de rastreio de base populacional, para além de promoverem a saúde através da literacia e controlo de factores de risco, permitem a identificação de lesões malignas em estádios iniciais da doença. Quanto mais cedo é detectado um tumor maior é o benefício e a capacidade de resposta de cada indivíduo ao tratamento, havendo um aumento da taxa de sucesso contra o cancro no intestino. A prevenção do cancro colorrectal passa por assegurar o consumo adequado de fibras; reforçar o consumo de frutas, vegetais, leguminosas e cereais integrais; reduzir o consumo de carnes vermelhas e processadas; praticar exercício físico; não fumar e não consumir álcool em excesso.

Cancro do pulmão – Entre 80 a 90% dos doentes com cancro do pulmão fumam ou já fumaram em algum momento da sua vida. Os sinais de cancro do pulmão incluem tosse persistente, falta de ar, infecções pulmonares recorrentes, tosse com sangue e dor ao respirar ou ao tossir. A prevenção do cancro do pulmão passa por não fumar, evitar o fumo passivo e locais com forte poluição atmosférica e pela prática de exercício físico

Cancro da tiroide – É mais comum entre os 25 e os 65 anos e afecta cerca de três vezes mais as mulheres do que os homens. Este é um cancro que geralmente se apresenta sob a forma de um nódulo na tiroide. Deve ter atenção caso note rouquidão inexplicável e persistente e dificuldade na deglutição ou respiração. A prevenção do cancro da tiroide passa por factores como a não exposição da garganta a radiação e uma alimentação equilibrada. Deverá consultar um médico em caso de dor de garganta persistente.

Cancro do colo do útero – O cancro do colo do útero tem, sempre, na sua origem uma infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV) de alto risco. O HPV é um vírus facilmente transmissível e habitualmente eliminado pelo organismo. Porém, há casos em que não desaparece e pode dar origem ao cancro e doenças genitais. Actualmente, o HPV é considerado o 2.º carcinogéneo que mais gera cancro, logo a seguir ao tabaco, estando associado a 5% dos cancros no geral e a 10% dos cancros na mulher. O rastreio, através de realização do teste de HPV, está recomendado a cada três anos para mulheres entre os 21 e os 60 anos. A prevenção do cancro do colo do útero passa pela vacinação profilática contra o HPV; realização de citologias de controlo, utilização do preservativo, não fumar e ter uma alimentação equilibrada.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM