COIMBRA,2 de Março de 2024

Critical Software avança este ano com construção de sede na antiga Coimbra Editora

16 de Janeiro 2024 Rádio Regional do Centro: Critical Software avança este ano com construção de sede na antiga Coimbra Editora

A tecnológica Critical Software planeia avançar já este ano com o arranque das obras para a construção da sua nova sede, no edifício da antiga Coimbra Editora, na Baixa da cidade, afirmou hoje um co-fundador da empresa.

O anúncio da intenção da tecnológica de mudar a sua sede para a Baixa de Coimbra, aproveitando o edifício da Coimbra Editora, foi feito em 2018, mas a pandemia pôs em suspenso os planos, face a uma “relação com o espaço de trabalho diferente e com modelos de trabalho híbrido, que é o que acontece neste momento na Critical”, disse o presidente do conselho de administração, Gonçalo Quadros.

“Todas essas incertezas levaram-nos a adiar o projecto, porque é um investimento de grande monta, em que nos propomos a recuperar um edifício antigo, para manter a identidade e alma do espaço, e a construção de um edifício novo que vai ter cinco andares”, aclarou, salientando que a perspectiva de crescimento da empresa justifica o avanço na construção da sede, cujos valores escusou-se a divulgar.

A área total de construção será de cerca de 6.000 metros quadrados (2.684 metros quadrados no edifício da antiga Coimbra Editora e 3.360 metros quadrados no novo edifício), prevendo-se que possa instalar entre 500 a 600 trabalhadores da tecnológica.

Segundo Gonçalo Quadros, estão a ser ultimados alguns detalhes para que possa ser lançado um concurso e que a empreitada avance ainda este ano.

A expectativa é a de inaugurar a nova sede da Critical Software “no final de 2025”, momento que irá coincidir com o início previsível da entrada em operação na zona urbana do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM).

“Esta transformação que Coimbra está a viver funciona como uma energia positiva e queremos acrescentar valor para que essa transformação seja ainda mais exuberante”.

Para o responsável, a intenção da Critical Software em avançar com um investimento no centro da cidade passa por uma vontade da própria tecnológica em “ajudar a construir cidade”.

“Não só as nossas pessoas querem e preferem trabalhar dentro das cidades, como queremos ajudar a construir a cidade e torná-la num local mais vibrante”.

De acordo com Gonçalo Quadros, a zona onde futuramente estará a sede da Critical Software é um espaço “esquecido pela cidade” e que está neste momento a sofrer “um processo de transformação em curso”, impulsionado pelo SMM.

“Nós podemos ajudar nessa transformação. Uma empresa como a Critical espero que ajude a criar a dinâmica que já se está a vislumbrar”, salientou.

Gonçalo Quadros disse também que as futuras instalações estarão abertas “o tanto quanto possível à comunidade”.

“A Critical depende da inteligência colectiva e da relação com o mundo à sua volta. Nós temos os nossos laboratórios criativos e gostaríamos que ali fossem abertos à comunidade, convidando jovens, empresas, a universidade, para se juntarem à Critical e, em conjunto, criar uma comunidade mais coesa e criativa”, frisou.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM