COIMBRA,18 de Abril de 2024

Cônsul Honorário apoia Bombeiros de Alvaiázere com 25.000 euros

11 de Maio 2018 Rádio Regional do Centro: Cônsul Honorário apoia Bombeiros de Alvaiázere com 25.000 euros

O cônsul honorário de Portugal na Flórida, Caesar DePaço, apadrinhou ontem (quinta-feira, 10) um Veículo de Apoio Logístico Específico (VALE), cuja aquisição e adaptação foi feita com um donativo de 15.000 euros que fez no início do ano à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alvaiázere. Durante a cerimónia de bênção e descerramento da placa, o cônsul honorário anunciou a doação de mais 10.000 euros para ajudar a suprimir as necessidades mais emergentes daquela corporação.

“Gostava de poder ajudar todos os bombeiros deste país, mas obviamente que não posso, por isso vou ajudando à medida que consigo”, disse Caesar DePaço, que após se inteirar das carências da associação reforçou a sua ajuda com mais um donativo de 10.000 euros, disponibilizando-se para ajudar a suprimir outras necessidades no futuro. “Se houver mais alguma coisa que possa fazer por esta associação disponham”, frisou.

Apesar de não ter ligações a Alvaiázere, Caesar DePaço, que é natural de Madalena do Pico (Açores), decidiu ajudar os soldados da paz quando teve conhecimento das condições em que os bombeiros de Carnaxide dormiam durante o incêndio de Pedrógão Grande. “Eu vi fotografias desoladoras”, recordou Maria João Ávila, ex-deputada do PSD fora da Europa que actualmente trabalha na empresa do cônsul, a Summit Nutritionals. Na altura, o cônsul doou “10 camas e 10 sacos de campismo, porque era impensável estarem a apagar o fogo e dormirem no chão no meio de poças de água”, contou Maria João Ávila, salientando que “esta aventura começou aí”, mas “gostaria que tivessemos muitos mais Caesar DePaço para que pudessemos ajudar Portugal de Norte a Sul”.

Quanto à ajuda de Alvaiázere surgiu quando numa conversa de café a deputada do PSD, Teresa Morais, se atreveu a dizer que “no meu distrito haveria muitas corporações para ajudar”, lembrando-se desde logo da associação alvaiazerense que “no incêndio de Pedrógão Grande ficou com uma ambulância em quase perda total, mas que não tinha fundos para a reparar”. “Fui apenas a mensageira das necessidades dos Bombeiros de Alvaiázere”, sublinhou Teresa Morais, considerando Caesar DePaço “uma pessoa cuja generosidade ultrapassa aquilo que podemos imaginar”. Afinal, “sempre que vem a Portugal vai deixando a sua marca ajudando uma instituição”.

A presidente da Câmara Municipal, Célia Marques, não poupou elogios à deputada social democrata, que “tem sido incansável e uma amiga de Alvaiázere”. “Às vezes sentimo-nos um pouco abandonados por estarmos no Interior do país e sermos de uma dimensão reduzida”, confidenciou, constatando que “somos apenas 6.900 habitantes”.

“A região é tão esquecida pelo poder central” que “só se lembram de nós quando há desgraças”, lamentou o comandante Mário Bruno, constatando que “as prioridades são tantas que demoraria algum tempo para as enumerar todas”. Porém, “neste momento, as maiores dificuldades são ao nível dos equipamentos para o quartel, que estão obsoletos, nomeadamente camas, vestiários e roupeiros para os bombeiros que cá dormem”, disse, frisando que “todos os dias temos bombeiros voluntários a pernoitar no quartel”. “No Inverno temos seis bombeiros por noite e no Verão podem chegar aos 20”, adiantou, explicando que a actuação da corporação se restringe mais ao distrito, uma vez que “no Verão o nosso risco de incêndio é tão grande que muitas das vezes não nos permite fazer grandes deslocações”.

No que respeita ao parque automóvel, “temos vindo a renovar a frota a pouco e pouco”, mas “como é óbvio falta sempre mais alguma coisa”. Actualmente, “temos necessidade de equipar a corporação com um veículo de combate a incêndios de dimensão mais reduzida, que permita ir a locais mais recondidos onde estes veículos maiores não entram”.

Por sua vez, o presidente dos Bombeiros Voluntários de Alvaiázere, Joaquim Simões, considerou o cônsul um “homem generoso”, cujo “gesto nobre” agradeceu com a atribuição do diploma de Sócio Honorário daquela Associação Humanitária, uma distinção que também foi atribuída à deputada Teresa Morais e a Maria João Ávila.

CARINA GONÇALVES

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM