COIMBRA,14 de Junho de 2024

Concerto “No Princípio era o Fado” assinala 10 anos de Classificação UNESCO

19 de Junho 2023 Rádio Regional do Centro: Concerto “No Princípio era o Fado” assinala 10 anos de Classificação UNESCO

Concerto “No Princípio era o Fado” assinala os 10 anos da classificação da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia como Património Mundial.

Dezenas de cantores, instrumentistas e bailarinos, provenientes dos ambientes artísticos do Fado ou Canção de Coimbra e de outros universos musicais, assinalam na próxima quinta-feira, dia 22, o 10.º aniversário da classificação da Universidade de Coimbra, no espectáculo “No Princípio era o Fado”. O concerto – na verdade, um espectáculo interdisciplinar, com uma componente audiovisual – decorre no Pátio das Escolas, a partir das 21h00, e tem entrada gratuita (sendo obrigatória a apresentação de bilhete).

“No Princípio era o Fado” vai celebrar, no coração da Universidade de Coimbra, dois elementos centrais do património imaterial que foi classificado pela UNESCO há precisamente 10 anos [a 22 de Junho de 2013], junto com o património material da Alta e Rua da Sofia: a Música (através da Canção de Coimbra e da obra guitarrística coimbrã) e a Língua (através da palavra dita a partir da literatura relacionada com o Bem classificado).

Pelo palco vão passar mais de seis dezenas de intérpretes. Cantores e cantoras como António Ataíde, Beatriz Villar, Catarina Moura, Francisco Costa, Hugo Martins, Inês Graça, João Farinha, João Queirós, Luís Travassos, Tiago Nogueira (dos Quatro e Meia) e Vânia Couto; Instrumentistas como Amadeu Magalhães, Bruno Costa, Diogo Mendes, Diogo Passos, Eduardo Loio, Hugo Gambóias, José Rebola, Luís Pedro Madeira, Manuel Portugal, Ni Ferreirinha, Nuno Botelho, Paulo Soares, Pedro Lopes, Ricardo Dias e Tozé Moreira; e grupos como Anaquim, Animais, Cordis, Fado ao Centro, Fadvocal, Iterum, Orfeon do Antigos Orfeonistas, Pardalitos do Mondego, Pensão Flor, Raízes de Coimbra, Tertúlia do Fado de Coimbra, Tuna Académica da Universidade de Coimbra, Coro Misto e Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra, além da escola de dança DNA (Dance N’ Arts).

Os bilhetes (gratuitos) para o espectáculo podem ser levantados, a partir de amanhã (sexta-feira, 16), na loja do Turismo da UC (no Colégio de Jesus) e na bilheteira do Convento São Francisco – havendo um limite máximo de levantamento de quatro ingressos por pessoa.

Antes de “No Princípio era o Fado”, o programa performativo das comemorações do 10.º aniversário da classificação UNESCO – com organização da Associação RUAS (Recriar a Universidade, Alta e Sofia), da Universidade de Coimbra e da Câmara Municipal de Coimbra e com apoio da Direcção Regional de Cultura do Centro – contempla os concertos “Garro †400 | Cantate Domino”, pelo grupo vocal Cupertinos (dia 16, às 18h00, na Capela de São Miguel), “Uma luz ao fundo do túnel”, pelo quarteto de cordas da Orquestra Clássica do Centro e pela soprano Marina Pacheco (dia 17, às 17h30, no Túnel das Carvalhosas do canal do Sistema de Mobilidade do Mondego), “Ensembles do Fado/Canção de Coimbra” (dia 17, às 18h00, no Colégio do Carmo) e “O Fado e a Canção de Coimbra no Horizonte do Jazz”, pela Big Band Rags, da Tuna Académica da Universidade de Coimbra (dia 18, às 21h30, no Colégio das Artes).

Mais informações e o programa completo das comemorações do 10.º aniversário da classificação da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia como Património Mundial estão disponíveis em www.uc.pt/10unesco.

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM