COIMBRA,25 de Abril de 2024

Colóquio em Coimbra visa ser espaço de partilha sobre saúde mental

6 de Novembro 2023 Rádio Regional do Centro: Colóquio em Coimbra visa ser espaço de partilha sobre saúde mental

O Colóquio Saúde Mental em Rede: Enredad@MENTE vai realizar-se na próxima sexta-feira (dia 10), no Auditório Principal do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC).

A iniciativa é promovida pelas Irmãs Hospitaleiras de Condeixa-a-Nova | Casa de Saúde Rainha Santa Isabel, em parceria com a Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais e o Instituto Superior de Engenharia do Politécnico do Coimbra (ISEC/IPC).

Na apresentação desta iniciativa estiveram o presidente da JFSAO, Francisco Rodeiro, o presidente do ISEC, Mário Velindro, o director-gerente da Casa de Saúde Rainha Santa Isabel, Miguel Queirós, a enfermeira directora da CSRSI, Dilma Aleixo, os técnicos do Samaritano da CSRSI, enfermeiro especialista Delfim Sousa e psicólogo clínico Paulo Santos, a enfermeira da CSRSI Joana Sarmento e a vogal do executivo da Acção Social, Fernanda Pereira.

O Colóquio Saúde Mental em Rede: Enredad@MENTE, pretende ser um espaço de partilha e reflexão entre intervenientes que se dedicam à área da saúde mental e diversas estruturas da comunidade.

“Baseados na premissa da OMS que a saúde mental é um direito humano fundamental, é urgente trabalharmos em rede para respondermos concertadamente às necessidades atuais da nossa sociedade”, referem os organizadores.

De acordo com um dos estudos mais recente realizado em Portugal, cerca de 33,7 % dos indivíduos da população geral apresentam sinais de sofrimento psicológico. Constata-se que 27% dos inquiridos reportaram sintomas moderados a graves de ansiedade, 26,4% de depressão e 26% de perturbação de stress pós-traumático.

Percebe-se assim que a prevalência aumentou comparativamente com dados reportadas pelo 1.º Estudo Epidemiológico Nacional da Saúde Mental (Fonte: SM-Covid-19 – Saúde mental em tempos de pandemia, 2020).

Este estudo mostra-nos também que são sobretudo as mulheres, os jovens adultos entre os 18 e os 29 anos, os desempregados e os indivíduos com mais baixo rendimento quem apresenta sintomas de sofrimento psicológico moderado a grave, em várias das dimensões de saúde mental analisadas.

“Esta realidade deve instigar-nos a fazer mais e melhor. O caminho da saúde mental só pode ser trilhado com sucesso se trabalharmos em rede, com o foco nas verdadeiras necessidades das populações que cuidamos”, considera a organização do colóquio.

Quando os diversos profissionais começaram a desenhar este colóquio, fizeram-no com uma perspectiva de “todos sermos capazes de adoptar comportamentos promotores da saúde mental”. “O desafio nesta área, num mundo em constante mudança, levou-nos a reflectir sobre a nossa forma de actuação perante os problemas mais complexos”, acrescentam.

O trabalho em rede envolve a participação, colaboração e conexão entre os profissionais com competências científicas na área de saúde mental e psiquiatria e outros, tendo como objectivo a criação de sinergias promotoras de práticas clínicas, educacionais e reabilitativas nos cuidados prestados ao cidadão e comunidade.

Este dinamismo deve respeitar a complexidade de cada área profissional, mas também, a individualidade de cada um, de forma a impulsionar as instituições e os profissionais a entenderem os benefícios de se desenvolver um trabalho conjunto. Esta dinâmica permitirá a criação de estratégias de actuação das equipas pluriprofissionais com práticas que procuram a melhoria do bem-estar individual.

“Ontem, hoje e sempre devemos aliar a ciência à caridade, porque uma pessoa vale mais que o mundo inteiro”, foi referido.

A participação no colóquio é livre e aberta ao público em geral, com as inscrições a poderem ser efectuadas em: https://jfsao.pt/2023/10/06/coloquio-saude-mental-em-rede-enredadmente/

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM