COIMBRA,19 de Maio de 2024

Coimbra: Empresa projecta instalar 120.000 painéis solares em Cernache

8 de Maio 2019 Rádio Regional do Centro: Coimbra: Empresa projecta instalar 120.000 painéis solares em Cernache

Uma empresa de centrais solares está interessada em adquirir terrenos em Cernache para instalar um parque com 120 mil painéis fotovoltaicos, mas a população está preocupada e avançou com um abaixo-assinado, disse hoje (07) o presidente daquela Junta de Freguesia.

Uma empresa de estudo, projecto, desenvolvimento, execução e exploração de centrais solares, com sede em Lisboa, admite criar um parque de produção de energia solar, com 120 mil painéis, ocupando uma área entre 70 e 100 hectares, na freguesia de Cernache, disse à agência Lusa o autarca daquela freguesia do concelho de Coimbra, António Lopes.

Contudo, a circunstância de o parque poder provocar “a destruição de património natural” tem suscitado “alguma preocupação” entre a população da freguesia, adiantou António Lopes, referindo que se realizaram duas reuniões de representantes da empresa com habitantes da freguesia, nos dias 03 e 04 de maio, em Telhadela e Loureiro, respectivamente.

Essas reuniões foram sugeridas pelo presidente da Junta de Cernache, que entende que a empresa não deve “começar a construir a casa pelo telhado”, mas desencadear o processo com “a consulta à população” e a prestação de esclarecimentos sobre a central, que já foi objecto de contestação, através de um abaixo-assinado subscrito por mais de uma centena de pessoas.

A possibilidade de instalação de uma central fotovoltaica em Cernache é encarada com satisfação pelo autarca, eleito pela CDU, que não deixará de apoiar o projecto desde que seja possível “compatibilizar os interesses e preocupações de todas as partes”, como acredita que irá suceder, sublinhou.

Nas duas reuniões, em que António Lopes também participou, a empresa manifestou abertura e todo o interesse em não gerar conflitos, não intervindo em áreas que possam causar eventuais danos, designadamente ao património natural, referiu o autarca.

Embora exija muita mão-de-obra na fase de instalação, a manutenção e funcionamento do parque fotovoltaico criará um número de postos de trabalho reduzido, mas permitirá, além da produção de energia renovável, a utilização de terrenos que estão genericamente abandonados e sem grande valor, designadamente no plano agrícola.

O parque, que aguarda licenciamento da Direcção-Geral de Energia e Geologia e depois será sujeito a licenciamento da Câmara de Coimbra, localizar-se-á na zona referenciada pelas localidades de Loureiro, Casa Telhada, Feteira e Telhadela (na zona sul do concelho de Coimbra), indicou António Lopes.

Na sua edição de hoje, o jornal ‘Diário as Beiras’ indica que, “nesta fase, há apenas um desenho do que poderá vir a ser a central, mas não um projecto”.

Segundo o jornal, há a “intenção” da empresa Vertente Planetária de instalar em Cernache quatro mil mesas de 30 painéis cada e “introduzir a energia produzida na rede pública”, nomeadamente através da subestação da EDP em Marco dos Pereiros (concelho de Coimbra).

LUSA

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM