COIMBRA,24 de Fevereiro de 2024

Coimbra comparticipa na reabilitação de capela com 30 mil euros

14 de Abril 2023 Rádio Regional do Centro: Coimbra comparticipa na reabilitação de capela com 30 mil euros

A Capela de Nossa Senhora da Esperança insere-se no Centro Histórico da Cidade de Coimbra e na Zona Especial de Protecção dos Mosteiros de Santa Clara-a-Velha e Santa Clara-a-Nova, ambos monumentos nacionais, com data que remete aos primeiros anos do século XVIII (1702). O financiamento da 2.ª fase das obras e respectiva comparticipação do Município de Coimbra enquadra-se num acordo de colaboração entre a Câmara Municipal de Coimbra (CMC), a DRCC e DGAL.

A comparticipação financeira da autarquia, aprovada a 19 de Setembro do ano passado, está definida até ao montante máximo de 30 mil euros, o que corresponde a 30% do valor comparticipável da obra, que ascende a um investimento máximo de 100 mil euros. O financiamento da CMC será pago 25% aquando da entrega da cópia do auto de

consignação, 50% quando a obra atingir 60% de execução e os restantes 25% na entrega de cópia do auto de recepção provisória. A CMC vai prestar, ainda, apoio na fiscalização dos trabalhos, através do Departamento de Edifícios e Equipamentos Municipais.

Na cerimónia, que contou com a participação do secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento de Território, Carlos Miguel, foi igualmente assinado um protocolo entre DGAL, a DRCC e a Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Santa Clara também para financiamento da obra (50 mil euros). A restante verba, que perfaz os 100 mil euros necessários para a 2.ª fase de reabilitação, deverá ser garantida pela paróquia.

Por sua vez, a Fábrica da Igreja compromete-se a realizar as obras no prazo máximo de dois anos, remeter ao Município, até 30 dias após o fim das obras, um relatório circunstanciado, nomeadamente, no tocante à execução financeira do protocolo e ao seu impacto social junto da comunidade local, acompanhado do respectivo documento comprovativo da realização das correspondentes despesas e, ainda, a aceitar o acompanhamento, fiscalização e controlo de execução do presente protocolo, por parte do Município, facultando-lhe para o efeito, quando lhe seja solicitado, todos os esclarecimentos.

De referir, ainda, o interesse histórico, patrimonial e arquitectónico da Capela de Nossa Senhora da Esperança, de arquitectura exterior simples, cuja frontaria termina em frontão triangular com um óculo vazado no tímpano e é cingida por cunhais apilastrados encimados por pináculos, o portal, de vão rectangular e pelo despojamento decorativo do exterior, que contrasta com a valiosa decoração interior, pela predominância dos volumes quadrangulares, e pela sobriedade e rigor geométrico do edifício, que indica que estamos perante uma arquitectura de estilo chão.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM