COIMBRA,18 de Maio de 2024

Cantanhede apoia candidatura do calcário de Ançã a Património Mundial

20 de Fevereiro 2023 Rádio Regional do Centro: Cantanhede apoia candidatura do calcário de Ançã a Património Mundial

O Município de Cantanhede congratula-se com a candidatura do calcário de Ançã à designação de Pedra Património Mundial, cujo processo está a ser conduzido pelo Centro de Geociências da Universidade de Coimbra.

Ao intervir na reunião camarária desta quarta-feira, o vice-presidente Pedro Cardoso, que tutela a área da Cultura, deu conta que a candidatura académica desenvolvida pelo Centro de Geociências visa o reconhecimento internacional desta pedra “ornamental” enquanto recurso geológico com utilização generalizada na cultura humana, tem a coordenação da prestigiada académica Dr.ª Helena Henriques, professora e investigadora, que tem colaborado em importantes projectos com interesse para o concelho e que conta com a parceria incontornável do Município de Cantanhede, total disponibilidade do Museu da Pedra, assim como da Junta de Freguesia, cujo trabalho de envolvimento da comunidade já começou”.

Congratulamo-nos com esta candidatura e, numa primeira fase, com o reconhecimento científico pela prestigiada Universidade de Coimbra, através do Centro de Geociências. Não temos a mínima dúvida do êxito desta candidatura, pois além de reunir os requisitos necessários, apresenta uma inquestionável qualidade científica, cuja chancela do Centro de Geociências da Universidade de Coimbra é da maior relevância, envolve toda a comunidade e conta com a parceria estratégica do Município de Cantanhede e do Museu da Pedra”, referiu o autarca.

Pedro Cardoso entende ainda que outros factores podem convergir para a atribuição do “selo” da Unesco, nomeadamente a presença de muitopatrimónio arquitectónico e escultórico já reconhecido como património da humanidade, e a perspectiva de concretização do projecto Geoparque Atlântico e respectiva integração na Rede Mundial de Geoparques.

Recorde-se que o extraordinário património paleontológico que as pedreiras de Ançã encerram, o valor histórico, artístico e sociológico decorrente da exploração e utilização desse calcário ao longo de vários séculos, a importância desta pedra no período áureo da escultura e arquitectura, como é exemplo da renascença coimbrã que tinha a famosa “pedra de Ançã” como matéria prima por excelência, já tinha merecido por parte do Município de Cantanhede a criação, em 2001, do Museu da Pedra, que, entre muitos outros prémios, foi galardoado em 2006 com o Prémio Geoconservação, que distingue as autarquias que se destacam na implementação de estratégias de conservação e valorização do património geológico do seu território.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM