COIMBRA,2 de Março de 2024

Câmara de Coimbra reúne com partidos para repor a carreira dos motoristas

19 de Abril 2023 Rádio Regional do Centro: Câmara de Coimbra reúne com partidos para repor a carreira dos motoristas

O presidente da Câmara de Coimbra vai reunir hoje com vários partidos com assento parlamentar para defender a reposição da carreira de agente único dos transportes colectivos.

José Manuel Silva vai reunir hoje, no parlamento, com PSD, PS, Bloco de Esquerda, Iniciativa Liberal e Chega (e deverá reunir no futuro com PAN e PCP), para defender “a reposição da carreira de agente único”, uma proposta há muito defendida pelos próprios trabalhadores dos Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), disse o autarca.

“É algo pelo qual vamos lutar e a Câmara de Coimbra já assumiu que está disposta a pagar os efeitos financeiros da reposição da carreira [para os motoristas dos SMTUC]. A reposição seria o reconhecimento merecido de uma carreira que não pode ser caracterizada como um simples agente operacional sem formação adicional”, vincou.

O presidente da Câmara de Coimbra, que se desloca ao parlamento acompanhado pelo representante da Comissão dos Trabalhadores dos SMTUC, Carlos Cristina, referiu que o município ainda não foi recebido pelo Governo sobre este assunto, apesar das “insistências” de um pedido de reunião nesse sentido.

Para o autarca eleito pela coligação Juntos Somos Coimbra (PSD, CDS-PP, Nós,Cidadãos!, PPM, Aliança, RIR e Volt), a profissão de motorista “exige formação especializada”, sendo necessário corrigir “os erros graves” da Lei n.º 12-A/2008, que “desvaloriza a administração pública e que leva profissionais a saírem da administração pública para o sector privado”.

“Se a administração pública não tiver capacidade para atrair e reter profissionais, cada vez mais se põe a si própria em causa”, alertou José Manuel Silva.

Segundo o presidente da Câmara de Coimbra, “há alguma competição por motoristas” de autocarros, com o município a sentir na pele “a dificuldade de contratar e reter” profissionais do sector.

“O relatório e contas de 2022 dos SMTUC refere que deixaram os SMTUC cerca de dezena e meia de motoristas, exactamente por questões salariais. Se queremos salvar os transportes públicos e no caso concreto dos SMTUC, isso depende do Governo”, vincou.

José Manuel Silva apontou que a reposição da carreira de agente único de transportes colectivos será apenas um primeiro passo, notando que, no futuro, será importante pensar na reposição de outras carreiras, como é o caso dos mecânicos de oficinas, onde os SMTUC também têm muita dificuldade em atrair e reter esses profissionais.

O objectivo da Câmara de Coimbra ao promover as reuniões com os partidos será no sentido de “tentar pressionar o Governo a avançar com a reposição da carreira” ou levar os partidos a elaborarem “algum tipo de recomendação” que seja votada na Assembleia da República para que a situação possa ser resolvida.

Fonte: Campeão das Províncias

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM