COIMBRA,12 de Abril de 2024

Avança limpeza no rio Ega para evitar cheias e inundações

19 de Fevereiro 2018 Rádio Regional do Centro: Avança limpeza no rio Ega para evitar cheias e inundações

A Câmara Municipal de Condeixa vai avançar com uma operação de beneficiação e limpeza do rio Ega para evitar situações de cheias e inundações.

A intervenção vai decorrer ao longo deste ano entre as pontes da Rapoila e de Ega, num investimento de cerca de 95.000 euros, financiados a 75 por cento por verbas do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), em resultado de uma candidatura apresentada pela autarquia ao aviso para “intervenções estruturais de desobstrução, regularização fluvial e controlo de cheias em zonas de inundações frequentes e danos elevados”.

De acordo com o projecto, estão previstas acções de desmatação selectiva, limpeza de vegetação, de podas e desramações e limpeza das margens.

“Esta intervenção pretende aumentar a capacidade de escoamento do rio Ega e evitar a acumulação de água nos terrenos envolventes que, como temos vindo a verificar, têm, cada vez mais, estado submersos durante os invernos chuvosos, impedindo a prática agrícola e, muitas vezes, a circulação pelas estradas municipais. Temos que apostar na prevenção, preferimos agir em vez de reagir, pois só assim podemos garantir a segurança de pessoas e bens”, justifica Nuno Moita, presidente da Câmara de Condeixa.

O autarca acrescenta ainda que “esta acção está articulada com o Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas da Comunidade Intermunicipal da Região Centro contribuindo para uma solução integrada que só terá escala quando for assumida a este nível territorial”.

As intervenções serão executadas com recurso a operações e técnicas moto-manuais e mecânicas e irão incidir na desmatação selectiva, eliminação de ramos e árvores caídas ou com crescimento no leito, bem como a remoção de lixos diversos acumulados. Está ainda prevista a poda de árvores e arbustos que obstruam o leito e reduzam a sua capacidade de vazão.

Os proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que a qualquer título detenham parcelas de terreno na área de intervenção poderão acompanhar os trabalhos, podendo ficar com os materiais resultantes das acções de gestão.

O protocolo foi assinado, recentemente, pelo autarca Nuno Moita, durante uma cerimónia que decorreu na Golegã, com a presença do ministro do Ambiente, João Matos Fernandes e do secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, além da coordenadora do POSEUR, Helena Pinheiro de Azevedo.

 

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM