COIMBRA,25 de Outubro de 2021

Assembleia Municipal de Coimbra aprova contas de 2018 por maioria

30 de Abril 2019 Rádio Regional do Centro: Assembleia Municipal de Coimbra aprova contas de 2018 por maioria

A Assembleia Municipal de Coimbra aprovou ontem por maioria os documentos relativos à prestação de contas do executivo de 2018, incluindo o relatório de gestão do exercício do ano passado.

Apenas os eleitos do PS votaram a favor da prestação de contas e da aplicação de resultados, que rondam os três milhões de euros, documentos que foram defendidos pelo presidente da Câmara Municipal, Manuel Machado.

O autarca do PS, também presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, realçou a importância de as propostas serem aprovadas pela Assembleia, liderada pelo socialista Luís Marinho, tendo em conta o “rigor técnico” dos documentos apresentados.

As contas do exercício de 2018 foram aprovadas com 23 votos a favor do PS, 20 contra dos partidos da coligação Mais Coimbra (PSD, CDS-PP, PPM e MPT), movimento Somos Coimbra e BE e seis abstenções da CDU.

Ferreira da Silva, do PS, considerou que as contas demonstram “uma boa gestão financeira, o que perspectiva olhar o futuro com confiança”.

Nuno Freitas, do PSD, criticou o que classificou de “simulacro de democracia” da maioria socialista, mas rejeitou igualmente “o estrangulamento financeiro das juntas de freguesia” pelo executivo de Manuel Machado, enquanto Lúcia Santos anunciou que também o CDS-PP iria votar contra.

“Estes níveis de execução são vergonhosos. Hoje, tenho vergonha de participar nesta farsa”, declarou Filomena Girão, do Somos Coimbra.

João Pinto Ângelo, da CDU, também explicou que os seis eleitos da coligação entre PCP e Os Verdes “não podem votar a favor” as contas de 2018 e os documentos anexos.

Para Serafim Duarte, do BE, que integra a bancada do Cidadãos por Coimbra, “há uma enorme discrepância entre o que foi projectado e o que foi executado”, com uma taxa de 49,3% de execução global.

“Há uma manifesta visão de planeamento”, acentuou.

Entre outras votações, a Assembleia Municipal aprovou ainda a primeira revisão ao orçamento da Câmara de Coimbra, com modificação aos documentos previsionais para 2019, tendo votado a favor 23 deputados, enquanto 14 votaram contra e 12 optaram pela abstenção.

LUSA

GRUPO MEDIA CENTRO  |  SOBRE NÓS  |  ESTATUTO EDITORIAL  |  CONTACTOS

AS NOSSAS RÁDIOS

 

Todos os direitos reservados Grupo Media Centro

Rua Adriano Lucas, 216 - Fracção D Eiras - Coimbra 3020-430 Coimbra

Powered by Digital RM